sexta-feira, 21 de novembro de 2014

o ciclo se repete, o ciclo nunca para, o ciclo é foda...

hoje pela manhã, ouvindo um som de qualidade de uma banda chamada Sambô, resolvi escrever sobre o ciclo. o ciclo é foda...

não por ser um ciclo, mas porque quando estamos - nós humanos - envolvidos num desses ciclos, parecemos tão burros que não percebemos nossa burrice. estou enrolando para achar as palavras mais certas, as colocações menos contundentes para tentar não ofender ninguém, seja a que lado ele pertença.

em 2002 um senhor foi eleito presidente, e durante algum tempo, governou de forma intensa. e logo, caiu uma máscara que demonstrou que o brasil estava indo para um caminho chamado na igreja de 10%. sim, para que o governo governasse, existia uma "taxa do eu sei". assim como na igreja a salvação só vem através do 10%, no governos, tem a taxa do "eu quero o meu".

porque ciclo?

aí vem o mais engraçada. antes, o problema era a impunidade. mas esse problema foi mais ou menos interrompido com a condenação dos mensaleiros, que atuaram no governo que citei acima. e agora, a maior estatal do brasil está sendo palco de um esquema que parece fazer o mensalão parecer apenas um mesadinha. e pior, não houve tanta evolução no país que justificasse esses 10% ou seja lá quantos por cento eles forem.

as estradas - que são do governo - estão uma merda;

os hospitais - estão cheios de gente que se esforça, que trabalha, que labuta (tem os maçãs podres também, onde eles não estão), mas, o dinheiro parece nunca ser suficiente;

os portos? nem vou comentar;

sabe aquela frase, "ele rouba, mas faz?"

estão roubando e não estão fazendo?

quando é que o povo vai acordar desse ciclo e começar a cobrar mudança? não estou falando de "gigantes que são sonâmbulos", esses gigantes a gente não precisa, mas cobrança mesmo? marchas para brasília, em busca de respostas.

e-mails intermináveis, cartas escritas, coisas mais concretas...

o voto, esse faz o favor, nem comenta, pois se voto mudasse alguma merda, o governo já teria dado um jeito de destruí-lo...

é um ciclo que nunca vai terminar. entra governo, troca governo, sai governo... a corrupção e destrato com o compromisso outrora assumido, apenas mudam de mãos, saem da direita, vão à esquerda ou então ao centro...

mas nesse centro mesmo, estamos nós, cidadãos que insistimos em compactuar com tudo isso, agindo de igual para com eles: cd's piratas, dvd's piratas, smartfones roubados, 10ão pro guarda, pai que paga para o filho não ficar preso entre outras tantas coisas...

é isso, né, fazer o que?

o ciclo nunca, repito, esse ciclo parece nunca jamais ter fim...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!