terça-feira, 20 de janeiro de 2015

como tudo tem seu tempo...

que fique muito claro que, por enquanto, tudo que ela, nossa excelente presidente da república tem feito no seu segundo mandato, está merecendo meu voto. e ontem, segunda-feira 19, mais um ato de seu governo me conquistou mais um pouquinho. como?

ah, que bom que perguntou. me fodendo! simples assim.

veja bem, o país está uma merda. não há dinheiro para nada - crescimento, saúde, educação e claro, segurança pública. e o que um país pode fazer para continuar pagando os maravilhosos salários do mais maravilhosos representantes escolhidos democraticamente por esse povo? aumenta os impostos, claro. e esse aumento vai garantir jantares regados a camarões, carrões chiques para levar tanto essa dilma quanto seus parentes e correligionários, mais ainda, esse aumento de impostos tenho quase certeza, fará um super bem no futuro. (não escreverei sobre o futuro)

fato é que nenhum país iria continuar com o nível de consumo que estava sendo vivido no brasil. era a farra do cachorro loco - a galera estava gastando a rodo e pouco se ferrando com o futuro. agora, gasolina mais cara, diesel mais caro, ônibus mais caro, inflação mais alta, juros mais alto... OBRIGADO DILMA E EQUIPE!

quem sabe agora, com o consumo devagarinho, o povão sem tanto dinheiro... a coisa comece.

afinal de contas, vamos falar, qualquer pacote que venha daqui 6 meses e faça o povão ganhar um poderzinho de compra, vai fazer um bem danado. isso não virá, por favor, não sonhe com isso.

o fato é que o brasil está tão quebrado ou mais do que outros países. não há sustentação para uma economia tão frágil. concursados estão bem, funcionários de iniciativa privada talvez devam começar a justificar seus empregos e quem quiser procurar trabalho, talvez seja um pouco tarde para conseguir bons salários.

o brasil, com esse aumento de impostos, na minha visão, OFICIALIZA SUA CRISE!

estamos sim em crise.

pelo menos agora seremos manchete em todo o mundo, ou não!

fui

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

estamos cegos, seguindo em frente sob a sombra da esperança...

aproveitando o texto do nobre dudu sobre os extintores de incêndio, que desde 2009 precisavam ser trocados e que só agora uma gigante parcela dos brasileiros se deu conta que era preciso, vou contar que eu, no momento em que estava mais apertado de dinheiro, descobri que precisava trocar e quando perguntei ao frentista qual era o prazo e ele me alerto que era janeiro, não perguntei mais o preço, apenas comprei, troquei, fiquei quites com a lei.

para mim é assim: primeiro obedeço e depois, questiono.

se eu concordo com essa troca?

vamos lá, depende do ponto de vista.

1º - se meu carro pegar fogo, seja na forração de tecido, sejam nos plásticos ou no motor, não será um mísero extintor que vai combater. se eu foi muito rápido em pegar o equipamento, retirar o lacre a apontar pra chama certa, pode até ser, mas se o bicho deixou para comprar na ultima hora e fica reclamando, já demonstra que não vai saber nem onde fica quanto mais, vai saber usar. é mais um placebo do que uma ferramenta útil. (desse ponto NÃO, concordo)

2º - do ponto de vista econômico (adoro números): 1 ABC custa em média 75 reais e vale por 5 anos, o que dá 15 reais por ano pagos de uma só vez. O modelo antigo, custava em média 18 a 20 reais - o que em 5 anos dá entre 90 e 100 reais, sem contar possíveis aumentos (desse ponto SIM, concordo)

mas meu texto hoje não é para tratar disso, apenas gostei da temática e quis me meter um pouco. mas, vamos aos fatos:

caminhamos cegos na sombra da esperança. não concorda? concordemos em discordar então, pode ser?

veja bem, 2015 mal começou e as notícias são as piores. para falar do estado, os professores PSS receberam seus salários em datas diferentes pois o governo está quebrado. viaturas da polícia estão quase ficando sem ter onde abastecer pois os donos de postos precisam receber e o governo não está repassando, o subsídio do transporte vai chegar mais miado e assim, a integração (até sou a favor), vai acabar.

quer mais?

ande por curitiba, seja de carro, a pé, de ônibus (se tiver coragem), bicicleta - enfim, ande por curitiba e perceba, presencie, observe o quanto ela está abandonada. nos parques, praças e jardins, não vemos mais as equipes de manutenção cortando o mato, aparando a grama, embelezando essa cidade que outrora foi linda.

ruas estão com seus asfaltos cada dia mais mal cuidados, obras estão paradas (veja a praça da espanha), os repasses para empresas de buzum atrasam, e o prefeito não mostra as caras, se esconde atrás de secretários que a cada desculpa, perdem um pouco mais da credibilidade - haja vistas aqui ao Gregório da URBS, que não é secretário, mas quem consegue acreditar nele?

os impostos como icms, ipva entre outros estão mais altos e cada vez mais impostos. o município por sua vez, aumentou o itbi e mais alguns tributos.

com o perdão da expressão mas, "se quer me fuder, me dá um beijinho antes", assim, quem tá na merda, relaxa e goza, não é mesmo?

enquanto isso, duas coisas: caminhamos cegos em um 2015 incerto para muitos e com a certeza de que nossos representantes municipais, estaduais (com novos salários) e federais (com novos salários) estão gozando de suas merecidas férias, rindo de nossas caras, traçando suas alianças políticas e se preparando para mais uma vez, estuprar o povo brasileiro com mais mentiras, ineficiência e desmoralização social.

estamos, insisto, cegos na sombra da esperança, que como aquela sogra chata, é a ultima que morre.

minhas esperanças são, de chegar no final de 2015 tendo o que comer, pelo menos, pois, se eu for contar com meu salário (que meu patrão paga certinho e até reajusta ano após ano) já há uns 4 anos, não vale seu valor nominal.

nessa sombra, eu estou usando óculos, para não ficar na expectativa de algo que, muito sabiamente, não vai acontecer.

e você, continuará cego, na sombra dessa esperança?

fui+

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Povo bunda, país de bosta



É difícil falar sobre um assunto assim sem mandar um palavrão ou desabafar contra tudo o que acho de errado. Mas vou tentar. Essa história de ampliar o prazo para a compra dos extintores do tipo ABC é um dos maiores absurdos que já vi (e vejo constantemente) nesse país bosta que vivemos. Desde 2009 (sim, 2009) é sabido que seria necessária a substituição dos antigos extintores BC pelos ABC (que são mais eficazes, e caros, contra fogo em partes plásticas e tecidos). Todos os carros fabricados a partir de 2005 já saem com ele de fábrica.

Aí os bacanas que não fizeram a troca, como sempre deixaram para a última hora. Resultado? Não tem mais para trocar.

Aí o caboclo vem e alega desconhecimento sobre o prazo. Eu replico que o desconhecimento só existe por alienação, afinal todo mundo que tem carro sabia (ou deveria saber disso).

Então começa a valer a nova regra. Uma turma de desavisados toma multa. Os extintores somem das prateleiras. O Governo decidem dar mais 90 dias para os bacanas que tiveram cinco anos para providenciar o extintor escapar do gancho. E garante que quem foi multado não terá a punição revista.

O que???

É uma piada sem graça. Tudo bem que o desavisado merecia a multa, mas se vai anistiar todos os outros porque diabos vai manter a multa daqueles que (certos ou não) foram punidos justamente pela falta de extintores no mercado?

O que é pior? Uma decisão estúpida como essa do governo, ou o cara ter CINCO anos para providenciar o extintor novo e ficar de mimimi porque não achou-o nas lojas?

Povo bunda, país de bosta.