sábado, 2 de maio de 2015

Um ciclo, dois ciclos, vários ciclos...

Não que exista uma fórmula mágica que possa explicar muito menos uma equação de qualquer grau que possa representar graficamente, mas a vida é um eterno ciclo. Veja bem, sendo um ciclo, nada impede que possamos mudar, mas mesmo mudando, ainda assim teremos um ciclo.

Em 2014, o governador do estado do paraná foi reeleito e mais um ciclo começou, levando em consideração que este ciclo durará 4 anos, podemos até imaginar o que será nos próximos tempos. Escrevo isso porque o governador que foi reeleito  já tinha ficado famoso por ter quebrado o município em que foi prefeito por 1 mandato e meio. Deixou muitas dívidas e estragos que talvez, 10 anos seja pouco para recuperar. Detalhe: o município tinha dinheiro sobrando!

Agora, como novamente governador, descobrimos aos poucos que o estado está quebrado, individado e por aí vai.

Mas, ele foi eleito pela maioria!

E na semana que passou, o que mais chamou atenção em relação aos ciclos é que, depois de passados muitos anos, o governador atual cometeu o mesmo erro que um outro que hoje é o senador mais votado do paraná: meteu pau (literalmente) nos professores.

Não que não seja nítido que os governantes estão defecando para a educação, afinal de contas, um pouco educado e culto provavelmente não vai votar nesses mesmos, mas aí, mandar a tropa de choque detonar os professores é um pouco demais. Exonerar policiais que se negaram bater nos professores é ainda mais uma atitude que demonstra desrespeito a qualquer regra social.

Os professores e outros funcionários públicos apanharam mas a carreira desse governador já está escrita. Pois a vida é um ciclo e assim sendo, claro, em breve ele será também o senador mais votado do estado a não ser que pelo menos dessa vez, a população entenda que não pode continuar a eleger esses mesmos de sempre, mesmo eu sabendo que as vezes não temos outras opções.

Triste, não..

Não temos muta escolha mesmo, ou são os mesmos sempre ou então, não temos o que escolher...

Mas, descer o braço nos professores?

Hum, aí não dá né...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!