terça-feira, 11 de agosto de 2015

cade o inverno?

De tudo que já li, escrevi e sei, posso pensar que fodeu de vez!

2015 será marcado em minha vida por um turbilhão de mudanças, muitas positiva, outras melhores ainda e uma que me chateou muito: a falta do inverno!

Ah, mas todo mundo odeia frio e coisa e tal... ok! Eu não sou parte do todo mundo e sim, eu amo muito mais o velho frio dessa cidade do que esse calor absurdo fora de época, esse ar seco e essa poluição que se acumula em todos os cantos... Não fosse apenas o calor...

E claro, isso demonstra que algo não está normal. Não que eu acredito que o ser humano tenha a capacidade de mudar o clima com sua emissão de carbono, mas sim, mudou o micro clima da cidade. E como fizemos isso?

Hum, pergunta interessante não, afinal de contas muitos fizeram e não tem sequer a ideia de terem feito, mas vamos aos fatos: (não estão em ordem de importância)

- canalização dos rios - alguém sabe como eram os rios na cidade e como são hoje? Não, então, pesquisem, vocês podem se surpreender ao descobrir que muitos desses rios, que já existiam antes dos curitibocas se tornarem curitiboca, foram fechados, canalizados, escondidos... E aí, o efeito da água correndo e da vegetação que havia em volta? Sim, trocados por asfalto e concreto, que por si só, acumulam calor durante os dias e esquentam tudo...

- vegetação removida para o bem estar social - isso mesmo. Sabe aquele sobradinho que o curitiboca ama de paixão, aquele mesmo que pega um terreno de 12x36 metros onde havia uma casa e grama, terra, árvores e os troca por 6 sobradinhos? Isso mesmo, mais concreto menos vegetação = temperatura mais alta.

- poluição dos rios - alguém duvida? Há, deixa de ser hipócrita e passa qualquer dia quente na linha verde, ao lado do rio belém... sintam o cheiro agradável do desenvolvimento humano e sua capacidade de "evolução" e desenvolvimento... é nojento, escroto... sinto nojo de ser um ser humano toda vez que sinto aquele cheiro maldito...

São pelo menos esses os três motivos mais importantes para que possamos viver esse calor no inverno, estamos agora confinados numa ilha de calor, na qual temos a dominância do concreto, asfalto e outras novas tecnologias que guardam muito calor e as quais tomam todo ou a maior parte do espaço da natureza...

Nunca me canso de escrever aqui que no Capão da Imbuia, como é proibido o corte de Araucárias, eles simplesmente envenenam as árvores que, depois de mortas e secas, podem se retiradas dando mais uma vez espaço para o concreto, asfalto...

Bom, quando as pessoas se derem por conta, o caos já estará aí...

E nossos governantes que deveriam buscar nosso bem estar? Ah, esses estão discutindo onde mais se poderá construir desmatando o que quase nada existe de vegetação e onde ser mais caro montar sobradinhos de alto padrão, que custam 100 mil e são vendidos por 500 mil... e assim vai ser....

E que o inverno, nunca mais apareça, não é mesmo?

Fui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!