terça-feira, 25 de agosto de 2015

O Cristo da vez...

A gente gosta de achar culpado para tudo né? As vezes, seguindo nossas próprias convicções, preferências AND tendências, escolhemos um alvo, um cristo, para crucificarmos como o único culpado por tudo de errado que existe. É algo como culpar exclusivamente a presidente Dilma por toda a cagada política histórica do Brasil. Tem um diagrama que rola no facebook e whatsaap que mostra perfeitamente isso. 

Um presidente - INDEPENDENTEMENTE de quem seja - não é o culpado por milhares de vereadores corruptos, deputados mal intencionados, prefeitos relapsos, senadores falcatruas e governadores amadores.

Pois bem. A moda da vez é apontar o dedo para o salário dos vereadores, como se ele fosse o mal do mundo. A atitude louvável daquela contribuinte de Santo Antônio da Platina em peitar o aumento prestes a ser concedido aos vereadores da sua cidade, que se reverteu em diminuição dos vencimentos dos nobres senhores, virou exemplo de mobilização popular. Todo mundo quer abaixar salário de vereador para o mínimo, igualando-o a qualquer trabalhador que recebe o salário padrão do povão.

1) Acho que os aumentos desproporcionais dados a governantes realmente um ultraje. 
2) Mas LONGE disso acho justo que um vereador ou qualquer representante ganhe salário mínimo.
3) Acharia muito justo pagar o que se paga a um vereador que REALMENTE fizesse algo pelo povo, não em benefício próprio.

Então temos alguns conflitos interessantes. Se, repito, SE tivessemos um sistema que funciona, com representantes eleitos pelo povo e PARA o povo, não veria problema em remunerá-lo conforme a importância do seu cargo. 

Hoje, para um bando de deslumbrado (a maioria?) que mais se preocupa com o próprio umbigo e ganhos pessoais, acho um absurdo conceder aumento sobre aumento, com benefício exclusivos e inexistentes para o resto da população, 

Se for para continuar com o perfil político atual, acho que salário mínimo está bem pago para este tipo de político. Infelizmente os BONS vão acabar pagando pelos maus. É assim o tempo todo. É assim no mundo inteiro.

A função do vereador, na sua essência, é nobre e merece remuneração compatível. Não acho que o cara que está lá para criar leis que podem ajudar a todos e a fiscalizar o prefeito tenha que receber o mesmo que um office boy ou mesmo um jornalista, que é o meu caso. Tem que ser bem pago, pois trabalha e trabalha muito. 

Mas digo isso em defesa da função, não dos vereadores profissionais e interesseiros. 

Voltando ao exemplo lá de cima, se o problema fosse esse, o salário dos vereadores, tava muito bom. Mas uma ampla e inviável reforma salarial de TODAS as categorias seria a única saída. Não adianta diminuir o salário do vereador, sem mexer no de deputado, do prefeito, senador, governador e presidente.... e dos empresários que sonegam impostos, daqueles que recebem propina... daquele que rouba sinal de tv a cabo, daquele caboclo que recebe o troco errado e não devolve, e por aí vai.

O Cristo da vez é o salário dos vereadores? Até quando? até acharmos outro culpado para justificar e crucificar, desviando o foco dos nossos próprios erros.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!