segunda-feira, 2 de maio de 2016

Inevitável remédio amargo - e você vai engolir...

Que o brasil é um país atrasado e retrógrado, isso não é novidade alguma para qualquer ser pensante dessa terra. Fomos e somos diariamente surpreendidos por ações e eventos que demonstram a incapacidade dessa nação em evoluir minimamente em relação, inclusive aos nossos colonizadores. Escreve isso pois, a "academia" aqui no brasil trabalha contra tudo e contra todos, os empresários são ao mesmo tempo - investidores de uma nação e destruidores de uma pátria - e por sua vez, nós, cidadão, somos autodestruidores de nós mesmos. Quase suicidas sociais!

Lembro-me bem que, em 1996 tive meu primeiro contato com um computador equipado com um MODEM. Era um USRoboticz, que conectava nas BBS* a uma velocidade de 28.8 Kbps (novinhos e novinhas - sim, existiu uma era que não era de Mpbs). Esperávamos ansiosamente a tarde de sábado, mais pontualmente 14 horas de sábado, pois aí, era um pulso por ligação.

Em 1997 conheci outras BBS e no final de 1997 conheci a internet. Era algo bastante fechado, limitado, caro e precário. Mas era tesão pra carai, pois conseguíamos pesquisar e saber de coisas que até então, apenas nossos irmãos de fora do brasil tinham acesso e isso foi demais.

Logo depois, em meados de 1998, com todo custo e depois de correr muito atrás através do 0800 da antiga, finada e maldita Brasil Telecom, que tinha herdado as linhas da TELEPAR (estatal paranaense que dominava a telefonia no estado - braço da antiga Telebrás), consegui o primeiro ADSL, numa conexão de 600 kpbs que, vou ser sincero, dava de pau na minha internet de 15 mega da NET de hoje, um bosta, por assim citar.

Aí tava feita a cagada! Eu e meu irmão passávamos horas baixndo musicas (era o que tinha de mais legal), pesquisando, montando redes entre PC´s e MAC, hubs, cabos, e tudo que pudesse atrair nossa atenção. Tanto eu eu como ela não entramos nos jogos online, mas conhecidos já estavam nessa fase também.

Dessa época lembro-me bem do surgimento de uma empresa chamada GVT, para a qual eu ligava mês sim, mês não, para conseguir uma linha pois a internet dela era realmente muiiiito melhor. Consegui essa linha muitos anos depois, e depois de muita briga (positiva - pois a rua onde morava era uma rua de 10 casas e isso tornava economicamente inviável para a GVT instalar linhas - ainda bem que isso mudou).

O que eu quero com esse texto?

Mostrar que, se para mim a internet foi uma evolução, para quem nasceu no meio dessa bomba chamada internet, é irremediável que o consumo de dados será cada vez maior!

Mas, porque o título inevitável remédio amargo?

Porque durante todo o processo de chegada da internet, desenvolvimento e tudo mais, as empresas (operadoras) sempre foram obrigadas a investir o mínimo do mínimo aceitável e sempre com vistas mais do que vesgas do órgão responsável, a ANATEL, que inclusive hoje, tem como presidente um ex-operadora (ele foi da sercontel, de londrina)

Ou seja, durante todo esse tempo, gastou-se pouco em infraestrutura, ganhou-se muito cobrando caro demais por algo e agora, vai ficar pior.

Por iniciativas diversas, as empresas e a anatel decidiram que, ao comprar tudo num, tipo combo do mc donald's, tudo seriam flores: telefone fixo + internet + televisão por assinatura - e em alguns casos, celular e outras coisas. O que aconteceu?

hahahah a parte engraçada para mim:

NINGUÉM QUER TELEFONE FIXO (whatsapp, viber, skype - substituem muito bem e mais barato);
NINGUÉM QUER "TV A CABO" (afinal, os canais por assinatura tem quase a mesma quantidade de comerciais, repetem demais os programas e para que, se exitem os netflix da vida e os próprios canais pagos já disponibilizam conteúdo online, a exemplo do Telecine Play)
TODO MUNDO QUER INTERNET - e aí, entra algo chamado reserva de mercado.

Se antes uma operadora ganhava:

50 reais de telefone fixo
75 reais de internet
150 reais de tv

num pacote de 275, por exemplo, como ela vai passar a ganhar apenas os 75 reais de internet?

Isso mesmo, te cobrando por dados. Use até X e pague 75, só que todos sabem que você vai extrapolar, então, de um dia em diante é 90 por X e mais 50 por cada Y que você tenha que comprar.

Quer um exemplo?

Na minha casa tenho 15 mega  om 80 GB de franquia. Uso diariamente e-mail e whats, meus filhos usam jogos online nas sextas e nos sábados e curtimos um netflix em 2 ou 3 domingos e adivinhem?

Sim, em abril, nosso consigo chegou a 92% - isso aferido pela operadora, pois não tenho outra ferramenta para medir...

E se eu quiser mais ou precisar de mais?

Pago mais, ou seja, eles vão conseguir.

O remédio será amargo e você, eu, todos nós vamos tomar esse remédio. Simples assim, tão claro quanto um céu azul maravilho em dia de inverno...

Contente-se, você é o culpado disso tudo.... pelo menos para as operadoras, que nunca fizeram bem feito, mas vão colocar no seu toba a culpa!!!

Um viva para elas....!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!