sexta-feira, 17 de março de 2017

Motivo certo (mais ou menos), mas endereço muito errado...

Dentre todas as convicções que desenvolvi durante minha curta e hipócrita vida, uma delas é que Brasília no Distrito Federal foi construída de forma muito estratégica: Ela fica longe de tudo. Longe mesmo, vai, sem brincadeira, quem vai sair de Curitiba precisa enfrentar algumas horas de avião se o voo for direto para chegar naquele lugar.

Até onde ser um dia a capital foi Salvador, depois o Rio de Janeiro e finalmente Brasília.

E claro, eu tenho a certeza de que o motivo para se construir tudo aquilo, além da corrupção que deve ter comido solta, foi efetivamente ser longe de tudo. Ela ser central em relação ao mada nada tem a ver, na minha visão. O fato é ela ser longe, longe de tudo, longe de todos.

E agora vem a coisa: já percebeu que todas as manifestações ocorrem nas capitais?

E aí, o que isso impacta nos nossos representantes, sejam eles deputados federais, senadores e demais?

Em nada... A força das pessoas nas ruas sequer faz cócegas naqueles senhores e senhoras lá. No máximo eles devem assistir pela televisão e nada mais. Afinal de contas, quem tem medo de uma imagem na televisão?

Por isso, penso que protestar tem seu valor, é direito e dever mas, por favor, ao invés de fazer greves em Curitiba, vão para Brasília. Duvido que, se pegar essa galera, reunir 3, 4 milhões de pessoas em Brasília a coisa mudaria. Tenho certeza que isso seria muito mais efetivo que fazer protesto na rua XV ou na Cândido Abreu. Enche um ônibus com água, pão, mortadela, sei lá, mas protestem lá na Capital. Garanto que os senadores, deputados federais e até TEMER iria TEMER o poder do povo.

Mas não, o gigante não acorda mesmo.

Agora os motoristas de ônibus de curitiba, estão em greve, o povo se ferrando por isso e aí, não vi eles unidos debaixo de chuva ou sol, reclamando na porta dos empresários, dos sindicatos. Apenas na porta das garagens, ou então, fazendo fervo.

Enfim, protestar e fazer greve, legal, mas acredito que tem que ser na hora e no local certos, para causar o impacto necessário. Afinal, a URBS recebe os vale-transportes sempre adiantado, em que isso vai impactar? Nada!

Reflexão... Né?!

#abraço

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!