segunda-feira, 22 de maio de 2017

E o Brasil dança, dança Brasil, dança...

Não é de hoje que as coisas no Brasil parecem funcionar contra a corrente. Um país de dimensões e população continentais, que tem bilhões e bilhões em riquezas sem contar a mão de obras sempre disposta. Um lugar onde tudo funciona, ou melhor, onde tudo parece funcionar, cada coisinha no seu jeito mas a coisa vai.

Semana passada, 15 a 21 de maio foi marcante para o país. Muita coisa aconteceu e o Brasil dançou o samba dos desesperados. Um país cheio de potencial que parece mais agonizar diante de tanta meleca que tem sido feita por seus comandantes. Aliás, comandantes não pois que comanda, esperasse, é o povo.

E aqui eu paro de pensar de forma positiva e paro para analisar!

Quem comanda mesmo?

O que está acontecendo é, em minha turva visão de trabalhador pobre, o mais completo e absoluto "fundo do poço". Quem me conhece sabe muito bem que nunca fui a favor de impeachment de Dilma, sempre achei que ela devia agonizar no "poder" até o ultimo dia de seu mandato. "Eles" não quiseram isso, e o que alguns chamam de golpe, aparentemente tinha dado certo, mas "eles" gostaram do gostinho e querem mais e mais. E não vão parar até que tudo termine de forma muito ruim para todos.

Me refiro ao grande golpe dado semana passada em que, um delator, expôs um caminhão de provas no mínimo questionáveis sobre os demais, e saiu-se tão bem que está desfrutando do estrago que fez em outro país, no conforto de seu lar. (bem caro por sinal)

E aí, nós aqui, convivendo os dias com isso. É maracutaia aqui, roubalheira alí, desvios lá, filha da putagem acolá e assim a coisa vai se encaminhando para algo mais baixo e fundo que o fundo do poço e eu me pergunto se é que posso, será que um dia essa merda toda vai ceder lugar a um Brasil que seja no mínimo, mais confortável para todos?

Estamos falando de um novo impeachment ou em renúncia, essa última eu duvido, estamos falando também em diversas reformas que foram começadas - não agradariam muito - mas que vão parar e trancar as pautas para outras coisas.

Nisso tudo, onde estaremos daqui 10 anos?

A operação lava-car, porque de jato não tem nada, está esfolando não apenas os responsáveis pelo maior esquema de corrupção "nunca antes visto" na face da terra... Está incomodando até o homem mais sincero e honesto do mundo e de quebra, está destruindo nossa economia, empregos e o restinho de dignidade que resta ao povo brasileiro, uma vez que, visto os fatos, temos personagens como um tal José Dirceu solto e um punhado pequeno de empresários (colarinhos branco) presos em celas confortáveis, administrando seus patrimônios a distância. Ou seja, o que podemos esperar?

Você pode não acreditar, mas eu sou apartidário, e se tiver que me definir, fico num centro com um cantinho de direita. Não quero um estado gordo controlando tudo que posso ou não fazer, não quero um estado inchado que não consegue sequer se mexer mandando em mim.

Quero um estado em que, as coisas funcionem e o estado seja apenas o gestor de tudo isso, mas no Brasil com suas estatais e agências reguladoras que são gestadas por indicações políticas, isso está cada vez mais difícil de acontecer.

Não sei o que esperar e não vou mais esperar nada, vou ficar de boa, trabalhando e nunca mais votando em minha vida pois, fazer parte dessa lixarada toda, não faz o menor sentido lógico para mim.

Fica um abraçõ..

#abraçodoLG


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!