quarta-feira, 21 de novembro de 2018

As feministas que me perdoem, mas o Ultraje A Rigor já tinha razão... isso em 1987

Eu cresci com uma influência musical bastante variada. Já comentei em outro post. Meu pai, por exemplo, teve uma fase de gauchesca, de alemã - mas a marca que ficou mesmo e a qual sempre me lembrará ele após ele partir (que demore muito ainda), é o Benito Di Paula. Escuto e amo.

Minha irmã, por sua vez, trouxe uma coisa européia, com seu eletrônico tesão demais...

Meu irmão, em sua fase de rock'n'roll com as bandas clássicas, mas a que ficou e sempre me lembra ele é o Sublime, inclusive cuja logo será tatuada em minhas costas em breve, muito breve.

Mas, das influências que eu não recebi de ninguém, aquela que ou eu ouvi no rádio ou então no ônibus que me levava a escola Balão Vermelho, ficaram duas das quais gosto muito: Kid Abelha, que na época tinha ainda os Aboboras Selvagens e a banda que até hoje eu preciso ouvir, mesmo que de vez em quando: Ultraje A Rigor. Não sei se você já ouviu, se ainda não, deveria. Não tem uma musica boa, são todas muito boas.

Existem fofocas que dizem que o Roger, vocalista, tem um QI mais alto que a média. Se isso é verdade eu não sei mas que suas letras foram escritas para o presente da época e para o futuro, disso eu não tenho qualquer dúvida. Todas elas. Escute Nós Vamos Invadir Sua Praia por exemplo, e vá ao litoral em janeiro, para ver a relação entre arte e realidade que existe.

Tem uma outra, Filha da Puta na qual, por mais que você não queira, estamos inseridos no dia a dia. Ah, você não gosta de palavrão, então não escute a musica Nada a Declarar, porque essa é foda...

Mas, tem uma que eu penso estar cada dia mais presente no dia a dia. O título é talvez politicamente incorreto (hoje em dia o que não é), provocativo... bestial dirão algumas... Eu gosto é de mulher - ao contrário do que muito podem pensar, não vejo qualquer tipo de homofobia nesse título. Muito menos qualquer tipo de machismo. Se você nunca ouviu essa musica, não perca seu tempo, ou melhor, invista seu tempo e escute prestando atenção na harmonia, musicalidade e claro, muito mais na letra. Uma música que propõe à mulher uma fonte de energia e poder que poucos conseguiram colocar até mesmo em poemas e poesias.

Você não acredita?

Escute você mesmo...


Essa é uma das formas mais expressivas de valorizar uma mulher... Não há dúvidas que muitos não vão concordar, e eu concordo em você não concordar, mas pelo menos, atente a letra antes de criticar. Ou melhor, se quiser, mantenha-se na defensiva, não escute e critique... No final das contas, é assim mesmo, #né!

#abraçodoLG

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Bagagem que carregamos, #será?

Hoje, com 41 anos, o passar dos tempos me causa algumas reflexões que antes eu não tinha. Tirando tudo o que vai mudando com o tempo, o que é normal e aceitável, parece que o pensamento vai "evoluindo" e passamos a pensar/perceber/aceitar coisas que antes talvez não fossem tão importantes. Uma dessas coisa que ando observando com bastante atenção são as manias que temos/criamos. Coisas simples do tipo manter a tampa da caneta sempre alinhada com a logo marca ou então, sempre virada para um lado do teclado quando repousamos a mesma no teclado do computador.

Outras manias, um tanto mais preocupantes quanto engraçadas, como as manias das pessoas hoje em dia conversarem uma com as outras, com as telas dos celulares (ditos smartfones) estampadas em suas faces. Talvez em desuso, talvez fora de moda, talvez ainda um processo evolutivo, hoje em dia aquela conversa olho no olho, já quase não existe mais, assim como as locomotivas que tanto encantaram gerações deixam de existir nas ferrovias. Coisas que se vão, costumes que nunca mais existirão... Usos que deixaremos de lado para viver a modernidade.

NÃO! POR FAVOR NÃO!

Sim, estou velho antes do tempo, mas ainda sinto muito prazer no aperto de mão e no abraço. Ainda sinto muita emoção em ver uma pessoa e não apenas em mandar um whats ou um direct para ela. Sou de um tempo ou melhor, venho de uma educação em que, o olho no olho valia mais do que uma assinatura com caneta BIC, que não dá para apagar. Confesso que em um dos colégios que estudei, ainda peguei uma fase onde eu fazia uma prova a lápis e não podia ser lapiseira, pois nesse caso, as diferentes durezas de grafite, poderia borrar as provas uns dos outros.

O tempo passou e eu venho sofrendo calado... Na verdade, isso é adaptação de um trecho de uma musica que gosto muito, mas que não vem ao caso nesse momento. Eu não sofro efetivamente por conta e todas essas mudanças. Apenas não consigo me adaptar a muitas delas. Talvez a grande maioria delas... Meus dedos são meio largos para o teclado do whats, me borro todo ao escrever um texto mais longo, não sei mandar áudio - fico constrangido por ouvir minha própria voz - e aí imagino os outros ouvindo-a... E para todos os efeitos, gostava mesmo do chiado do rádio amador, dos walk-talks, que acho que você nem chegou a conhecer...

E a emoção de atender um telefone sem saber quem estava ligando? Heim?

Quando a primeira e única secretária eletrônica da Panasonic chegou lá em casa, gravávamos mensagens na esperança de que as pessoas deixassem recados... Acho que durante anos, foram dois ou três recados... Frustração total!!!

E hoje, acordei com uma musica na cabeça. Se bem que essa musica está me acompanhando desde segunda-feira, acordei com ela há dias na cabeça mas ainda não tinha parado para ouvir ela inteira. E ouvi.

Foi um deleite para meu dia, que estava arrastado e cansado. Agora está bom. Sou musical, cresci ouvindo rádio, musica. Mesmo não tendo voz, adoro cantar, adoro ouvir musica, já gostei de tocar musica, hoje me limito a curtir. E um dos estilos que mais gosto, tirando o pagode que tem características próprias que me faz amar o swing, o balanço e tudo que está relacionado a ele, as musicas da tão falada DISCO me fazem ficar horas em estado ALFA. Amo mais que sorvete e chocolate, dois dos venenos que tenho que evitar atualmente...

Mas, se eu amo mais que sorvete e chocolate é porque amo muito mesmo, mesmo que eu não tenha sequer noção do que é amar... Até achei que um dia sabia, mas descobri que uma de minhas limitações é não saber o que amar é, ou é o amar...

Durante minha fase de desenvolvimento, muitas foram as influências musicais. Minha irmã era moderninha e saia a noite: ela me apresentou a musica eletrônica, na época (que inclusive era o nome do lugar que ela frequentava - Epoca - em Curitiba), eram musicas de grupos como C + C Music Factory, Snap, Tecnotronic entre tantas outras melhores e piores...

Meu irmão mais novo até tentou mas eu nunca virei fã de bandas como Nirvana, Black não sei o que e outros tantos classicos do rock, que para mim, nunca fizeram a cabeça, mas que respeito.

Meu pai, por sua vez, ouvia uns mexicanos de 4 canais, duplo stereo, muita musica alemã das quais nunca sequer entendi as letras. Quem nunca ouviu um trecho da famoso Zigge-zagge, Zigge-zagge, hoi, hoi hoi, Links her in die hand (zwei, drei, vier)... Mas não parou por ai, com ele já aprendi a gostar de excelentes cantores como Benito di Paula, Jair Rodrigues, Elis Regina, entre outros...

Minha mãe, do alto de sua humildade musical, me ensinou musicas muito específicas mas que marcaram por serem musicas marcantes para ela. Inclusive tem uma que nunca achamos, uma tal de churrasquinho de mãe, algo assim.

Dessa forma, musicalmente, eu não tenho escolhas a não ser as que me causam prazer ao ouvir. Não sigo estilos nem tendências. Ouço o que eu quero, a hora que eu quero.

Enfim, é isso, faz parte da bagagem que eu gosto de carregar, é bom demais!

E melhor ainda, não seguir modinhas é mais gostoso ainda...

É isso aí, está curioso em saber que musica me inspirou este texto: Segue ai, e se não gostar, guarda para você, bele???


É essa aí.. #top

#abraçodoLG


terça-feira, 6 de novembro de 2018

Quando você percebe que sim, você evoluiu... mesmo que seja pouco, mas evoluiu!

É interessante. Se pudéssemos traçar uma linha do tempo de alguns acontecimentos, teríamos uma sequencia lógica bastante coincidente. Primeiro te a reação inicial, qual seja medo, ansiedade, temor, enfim... Depois, tem a época do aprender a aceitar.. Depois, aceitar a aceitar e para finalizar, chegamos naquela fase em que tudo não passou de uma ilusão. Quer dizer, não passou de um sofrimento em vão porque depois de tudo, percebemos que nada é eterno e que nada vai durar mais que o tempo que tem que durar.

Assim é com tudo: a perda de um emprego, a perda de um grande amor, a perda de um ente querido, até mesmo a descoberta de uma doença enfim, para tudo nessa vida.

Hoje eu acordei com uma saudade extrema. Sabe aquela sensação que a gente sente de que algo está fazendo fazendo alguma falta? Pois é, hoje eu acordei com essa sensação, loca, de que algo estaria faltando em minha vida. Saudades dela, do carinho que trocávamos, das palavras que pareciam sempre inteligentes, do cuidado um com o outro, enfim, tudo isso.

E, tão rapidamente quanto apareceu essa sensação, ela simplesmente foi-se embora. Uma vez que ela me deu lugar em meu peito a uma sensação boa de que hoje, estou melhor do que já estive. E isso me parece muito mais importante. O que foi bom, foi, mas ficou para trás e eu não sou museu para poder ou querer viver de passado. Estou preferindo o meu presente claro, pensando sempre no meu futuro.

O que foi, bom ou ruim, foi!

O que está sendo, bom ou ruim, está sendo.

E o que será, será!

Como é bom ter passado as fases que eu precisava passar. Deixei a natureza trabalhar comigo e foi, talvez a decisão mais importante. Não quis pular etapas pois ao pular essa etapas, pode ser que eu não as vencesse como venci.

Hoje posso olhar para trás e dizer, ótimo, estou bem!

Hoje, posso olhar para trás e pensar que tudo pode até ter valido a pena, mas o preço que paguei não vale um tostão de sofrimento mais..

Hoje, acordei com essa saudade mas, dormirei com a certeza e a tranquilidade de que saudade a gente sente, é até saudável, mas, é apenas saudade.

#eh_nóix braziuuuuuu
#abraçodoLG

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Finados... Finados...

Sim, nesse finados eu comemorei algumas mortes. Ou alguns mortos, assim por dizer, quem sabe. Um deles foi o PT, partidinho que já tá mais morto que vivo. Embora alguns ainda tenham esperança, eu desacredito muito... Ok, prometi ficar longe desse assunto, vou voltar a tentar... Se vou conseguir, não sei não...

Outra morto que comemorei nesse finados, foi meu ultimo relacionamento. Que deux o tenha no quinto dos infernos, heim... hahaha acho que não entendi ainda a questão desse feriado tão sem noção quanto qualquer outro feriado religioso nessa terra. Talvez por ser ateu eu tenha esse tipo de pensamento mas ainda assim, tenho esse direito, né?

Ontem, dia 4 de novembro fiz a primeira prova do ENEM - Exame Nacional do Ensino Médio - 2018. Já havia feito um mas resolvi fazer novamente. Ou seja, depois eu conto como fui mas posso dizer que a coisa não está fácil não, são 90 questões e mais de 3 horas de prova, sem contar as dores no punho de tando escrever e olha que foram apenas 30 linhas de texto na redação...

Talvez um dia o ENEM seja realmente uma forma de ingresso mais justa nas universidade mas, se continuar da forma como tem evoluído, ele vai cada vez mais segregar os estudantes em dois grupos, assim como sempre foi nos vestibulares: os com cursinho e os sem cursinho. Isso porque o nível das questões está muito elevado, acredito que infelizmente nossas escolas municipais e estaduais não estão a mesma altura.

É notório que, as questões estão cada vez melhores, uma vez que o processo vai amadurecendo, mas é pertinente pensar que, para o estudante mais comum, talvez esse padrão seja muito alto e não quero desmerecer os estudantes, quero sim que todos possam ir bem e se apoiar em tal conhecimento.

A redação estava muito bem proposta. Vai pegar muita gente de calças curtas, vai judiar de muita gente. Mas uma coisa que me chamou mais atenção que tudo foi o numero de pessoas mais maduras que vi fazendo a prova. E as conversas dessas pessoas é o sonho de que com uma faculdade, tudo vai melhorar.

Espero que eles estejam certos, mesmo sabendo que faculdade, a exemplo meu, não garante nada...

#abraçodoLG

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Veja, a vida como ela é, é massa mas é foda também... #né?

Bom, o assunto hoje é bastante light, com dizem alguns, suave como dizem outros ou ainda leve, se considerarmos uma analogia em que pesado é o mais foda de todos e o leve é o mais legal de todos. Essa ultima analogia não devemos usar pois o politicamente correto diz que não devemos ter qualquer tipo de conceito formado em relação ao pesado e ao leve... Afinal, segundo o "politicamente correto" ninguém quer ser pesado - mas todos querem ser leves, não é mesmo?

Deixando de lado, por favor, desconsideram brincadeiras ignorantes de minha parte.

Vejam o que tem abaixo:

19 de outubro

Essa data, durante 17 anos, desde de 19 de outubro de 1999 foi uma data importante na minha vida. Ano após ano, era nela que eu comemorava o aniversário de meu relacionamento, o qual me trazia algumas alegrias, algumas tristezas mas sempre uma sensação boa. Foram 17 anos comemorando, tentando não deixar passar em branco, enfim, daquele jeito. Aliás, 17 não, 16, pois no ultimo, realmente  não fiz qualquer esforço e deixei passar sim em branco.

E agora, em 2018, já fazia 2 anos que eu não tinha mais o que comemorar nesse dia e confesso que já não me fazia qualquer falta não ter o que comemorar mas aí, a vida que sempre tem sua forma de trazer algumas surpresas, me fez ter novamente um motivo, e por coincidência, justamente no dia 19 de outubro... que bosta...

Sim, eu precisava alterar meu registro de nascimento. Quando eu nasci, não havia como registrar no local que nasci e um amigo de meu pai fez o registro em curitiba. Porém, faltou uma informação, que era bem básica: minha naturalidade. Ou seja, não constava o nome da cidade/município/lugarzinho em que nasci. E isso estava começando a criar problemas para mim.

Entrei com um processo na justiça para que seja feita a retificação e surpresa, a audiência foi marcada justamente para o dia 19 de outubro.

Agora, vou ter que comemorar essa data, não mais por conta da minha antiga relação, mas por ser basicamente para mim, minha segunda data de nascimento. A partir dessa data, eu poderei fazer coisas que ainda não poderia por falta dessa informação em meu documento. Obrigado acaso por ter me proporcionado isso...

Só falta esperar o despacho da juíza e tudo vai se acertar. Quero mandar ajustar todos os meus documentos, quero minha carteira de identidade com o dizer: Naturalidade: Pinhão, estado do Paraná.

Afinal, a gente tem que nascer em algum lugar, né mesmo?

Enfim, que assim seja.

Obrigado, acaso, mais uma vez... Estou feliz!!!




terça-feira, 30 de outubro de 2018

O dia D+ - Demais infernal...

Ontem foi aquele dia em que, depois de uma ressaca brava, nada parecida dar certo. Quando digo nada, é nada mesmo. Meu candidato a presidente não ganhou, na verdade, nem concorreu - Silvio Santos... eh_nóix na próxima... No 1º emprego, tudo certo, no 2º emprego tudo certo, mas o dia estava meio pesado. Sabe que tem dias que é assim mesmo, #né?

Mas o dia parecia nunca acabar, impressionante como as horas insistiam em não passar, oh lord, god damage... hahahha

Enfim, depois de um tempo acabou, e o fato de acabar foi sem dúvida alguma a melhor parte do dia. Essa parte foi a mais importante, a mais fundamental, assim como quero que seja fundamental acabarmos com o Brasil. Gente, eu tava pensando, vamos fechar essa porra de país para balanço? Sério, não tá dando mais certo essa porcaria. Somos um dos mais ricos do mundo mas não usamos por falta de inteligência nem 10% de toda essa riqueza...

Somos incapazes de construir ferrovias (e sempre fomos a maior parte das que temos foram ingleses e outros que construíram...), somos incapazes de construir portos, somos incapazes de construir estradas que aguentem o fluxo de veículos... Somos incapazes de projetar e fabricar por conta própria carros (o gurgel foi o único), aviões (a embraer é mista), trens então, nem vou comentar, navios, esquece, enfim...

A única coisa que sabemos fazer é plantar:

- milho
- soja
- batata
- algodão
- boi
- leite

O país que trabalha com esse tipo de coisa, o que alguns costumam chamar de commodities nunca vai ser rico, sabe porque?

Porque matéria prima sempre vale muito menos do que um produto final. Aí produzimos milho, vendemos milho e compramos sucrilhos, que além de um veneno ao ser humano, é de uma industria de outro país que leva para fora toda a riqueza do processo, legal né...

Aí, plantamos porco e comemos os embutidos...

"Colhemos" ferro e compramos carros, trens, trilhos... o ciclo do milho e do sucrilhos ilustra muito bem os outros tantos processos que temos com as outras tantas commodities... 

Nós até produzimos coisas genuínas, de alto valor agregado, mas isso, ninguém no mundo quer a não ser o brasileiro através da urna eletrônica, que é o melhor projeto de enganação da face da terra. Porque ninguém quer os políticos que criamos, ao vinho importado e vitela?

Poderíamos criar o carro do político...

"É o carro do político que está passando, seus otários... temos vereadores e deputados, estaduais e federais... prefeitos, governadores e senadores... temos também presidentes - os mais raros... garantia para toda a vida... no mínimo 10% estarão garantidos.. Não compre com outro freguesia, só aqui você leva um político e ganha mais de 5 assessores de porra nenhuma - a maior parte deles nunca estudou nada de bom para trabalhar"...

É gente, hoje lembrei de algo importante...

Cada povo, tem os políticos que merece...

Não gostou? Relaxa, deixa de lutar contra, que dói menos...

E porque o dia estava D+, demais infernal? Não sei, agora nem quero mais saber, consegui um café #top e estou bem de boa!!!

Abraço pra ti...

#abraçodoLG

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

Dicas para economizar combustível em seu carro

Você não precisa deixar seu carro parado em casa para economizar

Fonte: pexels.com

















MELHORE SEU DESEMPENHO

Poupar nem sempre é uma tarefa fácil, porém nos dias de hoje quando se trata em combustível, a população brasileira anda em alerta a qualquer notícia.

Depois da greve dos caminhoneiros que observamos nas semanas anteriores, precisamos ponderar e pensar como podemos economizar.

Não existe mágica, porém existem atitudes que podem lhe ajudar a melhorar o rendimento do seu tanque de combustível, mantendo seu carro sempre com a revisão feita, dirigindo de maneira correta e abastecendo em postos de confiança.

DICAS DE MANUSEABILIDADE:

1- Mantendo os pneus calibrados, você garante um rendimento maior do seu tanque, visto que você deve calibrar a cada 15 dias.  Para saber qual é a calibragem do seu carro basta somente observar o manual do proprietário, ou na lateral da porta do motorista.

2- Peso: Quanto mais pesado estiver seu carro, mais combustível irá consumir, por isso nessa época de greve evite carregar muitas cargas, ou até mesmo fazer mudança com o seu veículo.

3- Aceleradas: Evite aceleradas bruscas, isso faz com que o carro gaste mais, e lembre-se que é Mito que você precisa aquecer o carro antes de sair. Nos modelos com injeção, esse aquecimento é feito pelo sistema.

4- No caso da gasolina aditivada, ela serve para manter o motor limpo, ou seja o consumo não é alterado devido a essa mudança.

5- Vidros abertos: Andar com os vidros abertos altera a aerodinâmica do carro, fazendo com que ele gaste mais combustível, ou seja não adianta desligar o ar condicionado e dirigir a 100 km/h. Irá gasta igual.

6- Evite aplicativos e acessórios demais em seu carro. Observe que os mesmos podem fazer com que você perca a garantia e aumentam seu consumo de funcionamento.

7- Filtros: Os filtros precisam ser trocados nas datas corretas. Em caso de entupimento, eles interferem na mistura de ar e combustível na câmara de combustão, o que faz o veículo gastar mais, já que a mistura fica de forma irregular.

8- Ar condicionado: Você não precisa passar calor, mas em dias amenos pode andar com ele desligado fazendo com que o carro economize pelo menos 20%.

9- Rodas alinhadas: se o carro estiver com a geometria fora de alinhamento, isso fará com que o carro gaste mais combustível, ou seja o alinhamento é fundamental.

Os carros mais novos e econômicos conforme pesquisa realizada são o Ônix e Sandero a venda em Curitiba, por outro lado, não podemos deixar de lado o clássico Volkswagen Gol, que além de ser econômico, também possui um ótimo motor.

Com tradição de mais de 25 anos no mercado, o Gol em Curitiba embora seja um carro muitas vezes considerado fora época, em 2018 ele chega com tudo, agradando principalmente os amantes de carros mais esportivos e espaçosos.   

TIPOS DE COMBUSTÍVEL: ESCOLHA O MELHOR PARA O SEU DIA A DIA

Existe uma grande variedade de combustíveis, você deve observar qual será a melhor opção para o seu dia a dia. Existem hoje em dia opções de abastecimento tanto por combustíveis, como por energia. Observaremos aqui apenas os principais combustíveis, como exemplo: gasolina, diesel, etanol, querosene, metanol etc.

EXEMPLOS DE COMBUSTÍVEIS.

• Gasolina: É um tipo de combustível muito usado em motores endotérmicos, vinda do petróleo é transformado em gasolina a partir de vários processos, dentre eles a destilação que é o mais comum.

• Diesel: É um dos combustíveis que é obtido a partir do petróleo, sua estrutura é composta por átomos de carbono, hidrogênio, e pequenas concentrações de enxofre, nitrogênio e oxigênio, e que por isso em sua composição, torna-se tóxico e inflamável. O Diesel é muito utilizado em furgões, ônibus, caminhões, pequenas embarcações marítimas, máquinas de grande porte, locomotivas etc.

• Etanol: É um álcool derivado de cereais e vegetais. No Brasil, se utiliza a cana de açúcar para a sua produção já no caso dos Estados Unidos e México é utilizado o milho.  Ele é utilizado tanto para a fabricação de bebidas alcoólicas como para combustível para automóveis. Nesse período de greve no Brasil o medo se tornou tão intenso que as pessoas estavam colocando álcool de cozinha ou álcool utilizado em hospitais em seus veículos, prejudicando o funcionamento e rendimento do mesmo.

PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS

Economizar combustível é quase que uma regra para quem anda de carro, afinal, ele está com um preço muito alto e só vem crescendo mais nos dias atuais.

O valor do combustível nas refinarias e terminais aqui no Paraná é muito inferior ao pago por nós consumidores. Um terço do valor “preço” é da Petrobras. O preço na bomba encontrada por nós nos postos de gasolina inclui a carga tributária e a ação dos demais agentes do setor de comercialização e vendas sejam eles: importadores, distribuidores e revendedores.

Enquanto a Petrobras anuncia uma redução de preços no Diesel o preço da gasolina só aumenta e por diversas vezes essa redução de valores nunca é sentida pelo consumidor final.

Os impostos estão abusivos e mesmo com a greve os consumidores de Etanol e gasolina continuam sofrendo com o aumento de valores.

GASOLINA ADULTERADA – VALE O RISCO?

O combustível adulterado pode sim é te dar muita dor de cabeça. Principalmente no caso do álcool que para aumentar as medidas muitos postos misturam água.

Mas ainda pode ficar pior, pois existem aqueles que adicionam solventes à gasolina para aumentar o volume, o que também pode gerar sérios problemas ao motor, devido ao alto poder de corrosão desses produtos.

Combustíveis adulterados e de baixa qualidade comprometem os componentes do sistema de alimentação e funcionamento do veículo.  Exemplos disso são a bomba, filtro, bico injetor, velas e até mesmo válvulas, cabeçote, pistões, anéis e cilindros que apresentam um mal funcionamento e desempenho com a queima de combustível adulterado.

COMO POSSO DESCOBRIR SE MINHA GASOLINA FOI ADULTERADA?

Os sintomas são de fácil diagnostico, o veículo perde potência, apresenta falhas, tem um consumo excessivo de combustível, e existe a dificuldade em se dar partida no seu automóvel, mesmo se for aquele carro usado em Curitiba que você tanto tem interesse.

Quando isso acontecer o ideal é que você remova esse combustível e abasteça num posto de sua confiança. E exija sua nota fiscal, ela é sua segurança caso algo ocorra e posteriormente você poderá provar que o combustível de má qualidade veio do posto no qual consta na nota.

Todo cuidado é pouco e fazendo um pouco de tudo isso descrito acima, fará com que você economize e mantenha seu carro usado ou novo rodando por muito mais tempo. Aproveite todas estas dicas e compartilhe este post em suas redes sociais! 

terça-feira, 2 de outubro de 2018

Mais uma vez triste, mas, que se foda!!!

Hoje em dia tudo está tão, mas tão banalizado mesmo que até mesmo escrever um palavrão seja qual for, não pesa mais na consciência de uma grande maioria das pessoas. Para mim, confesso que ainda é difícil, mas estou me adaptando. Basta assistir um desses youtubers para começar a perder a vergonha com tamanha verborragia que temos.

Mas hoje, em específico no dia de hoje, o que me deixou triste mais uma vez e de uma vez por todas é que, de forma muito concreta eu entendi e não pude deixar de compreender que, minha opinião, é minha e de mais ninguém. Eu não posso mais abrir minha boca, mesmo que isso seja para me libertar de algo que eu julgue bom me libertar.

Quem acompanha esse blog sabe há muito tempo que desde que me candidatei a vereador e sobrevivi ao nojo que é ser político nesse país, eu nunca mais fui votar. Não fui e nunca mais irei, mesmo que o papa ou ou pelé sejam candidatos, aliás, mesmo que a Tiazinha seja candidata apenas de lingerie...

Nem a tiazinha, símbolo sexual de minha fase de pré vida adulta final de adolescência saindo como candidata me faria ir votar.. Sorry...

Sabe porque?

Vamos lá, se você tiver um pouco de tempo, eu vou explicar, mas se você não tiver, siga em sua excelente ignorância e braziuuuuuuuuuuuuuuu

Bem, vivemos numa democracia. Temos o direito ao voto OBRIGATÓRIO, o que por si só já demonstra que esse é um país de merda. Mas enfim, temos o direito de escolher, mas só podemos escolher dentre o que eles querem. E meu voto de protesto? Eu queria votar na ovelha dolly, ou então, no macaco tião, mas não, eu tenho que digitar um numero e esperar aquela merda fazer blilililili

Não...

A lei prevê que, se eu não votar, eu pago multa. Dessa forma, meu voto não é computado nas eleições, e dessa forma eu sigo feliz tomando uma bera bem geladinha em casa. É assim, eu abro mão desse "DIREITO" que para mim parece idiota em troca do meu bem estar físico e mental. Porque é mesmo que eu tenho que sair de casa ir numa ZONA eleitoral, escolher o melhorzinho dentre os piores ou então, enfiar aquele voto em um amigo da tiazinha da luluzinha do zé da farmácia primo do padeiro que também é sogro maldito do açougueiro?

No final das contas, de 200 milhões de habitantes, temos mais de 130 milhões de eleitores e você quer me convencer que meu voto fará diferença?

Ah, vá pra pqp...

Deixa eu pagar a multa (7,02R$) em paz...


#abraçodoLG
#nãovoto
#pagoamulta

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Como está o mercado de trabalho para jornalistas

Com as reformas trabalhistas e as mudanças de comportamento nas redações muita coisa mudou

Fonte: www.pixabay.com
Uma das profissões mais populares e antigas do mundo é o jornalismo, e devido as grandes mudanças ocorridas nos últimos 10 anos, principalmente com a popularização da internet, os rumos dessa área de trabalho acabaram mudando de direção. 

Os avanços tecnológicos permitiram a diversificação das áreas e, de certa forma, a ampliação dos horizontes de trabalho. Mas de contrapartida, o aumento no número de profissionais e a escassez de dinheiro, trouxeram um inchaço e a diminuição de postos de trabalhos dentro das redações.

Não é raro você se deparar com jornalistas que mudam constantemente de cidade em busca de melhores oportunidades. É possível perceber a busca por aluguel de imóveis por períodos mais curtos, na tentativa de se estruturar em uma nova cidade e conseguir se fixar na profissão.

Como está o mercado de trabalho
A popularização da internet e os avanços tecnológicos ampliaram as possibilidades de trabalho. Os veículos tradicionais ganharam mais espaços e migraram para essa nova plataforma, abrindo novos postos para os jornalistas.
Não deixou de ser um sonho de qualquer profissional de comunicação trabalhar em uma das grandes rádios, jornais ou televisão do país, e isso se tornou ainda mais viável, com os websites e aplicativos de redes sociais. Os tradicionais veículos passaram a produzir conteúdo também para os novos meios, e isso possibilitou novas contratações, e principalmente de profissionais mais novos e com pouca experiência de mercado, mas com vivência em redes sociais.

O mercado da comunicação digital
Esse é o novo nicho que está abrindo portas para os jornalistas profissionais que não estão encontrando espaço nos veículos tradicionais devido ao inchaço. Adotando um estilo de linguagem mais informal e respeitando as especificidades do público que se atrai pelos meios digitais, a produção de conteúdo para a internet tem sido o carro chefe das contratações da área.
Para atuar no mercado de comunicação digital não basta mais ter um excelente texto, é preciso estar preparado para se comunicar com os mais diversificados públicos dentro de um mesmo veículo. É preciso estar conectado com a audiência e falar a mesma língua de quem está do outro lado da tela. Poderíamos entender esse como sendo o maior desafio do jornalista do futuro.

As barreiras da redação se romperam
O mundo digital permite uma conexão em tempo real com as mais diversas culturas, países, meios e audiência. Não existe mais as barreiras de um espaço físico da redação tradicional, o seu posto de trabalho pode ser dentro de algum dos apartamentos residência de um condomínio em algum lugar do mundo.
O jornalista do futuro pode não estar mais enraizado na redação, com pautas previamente preparadas, com expectativas de produtividade. O profissional de comunicação precisa estar atento aos detalhes e acontecimentos à todo momento, por isso não importa onde esteja, ele não deixa um segundo sequer de estar pronto para cobrir um evento capaz de mudar os rumos da sua carreira.

O que se vê do jornalista atual não é a procura por casas à venda, mas sim, por locais que possa instalar sua base e construir seu home work. Dominar as tecnologias é fundamental para a sobrevivência no jornalismo, mesmo que os seus concorrentes não sejam profissionais como você, se eles dominarem as ferramentas, eles podem te atropelar. Parece que a batalha ficou mais cruel para o jornalista, mas ele ainda tem um grande trunfo, saber contar uma história.

Para os jornalistas que estão se formando agora, um diferencial tem sido a linguagem digital presente no cotidiano e por isso uma facilidade maior com as ferramentas. Para os mais experientes, a busca por conhecimento e por entender as plataformas é essencial para a sobrevivência.

Como o jornalista sobrevive diante da crise
É preciso ter em mente que o mercado de trabalho para o jornalista vem passando por uma grave crise. A competitividade entre profissionais qualificados e os blogueiros, por exemplo, é real e ela precisa ser encarada. Os jornalistas precisam resgatar o seu prestígio e respeito, que lhe foram retirados por pessoas que são engraçadas ou que contam qualquer história que possa chamar a atenção.

Muita gente questiona a necessidade de assistir um jornal na televisão se ela pode ter a mesma informação na sua timeline no Facebook. Porém, aí mesmo pode ser verificado o problema. Nem sempre aquela notícia que está disponível é correta, é real, pode ser apenas uma montagem, uma fake News compartilhada por tantos, que chega ao ponto de ficar a dúvida entre a verdade ou mentira.

Para combater esse tipo de ação, notícias falsas que são disseminadas com o intuito de difamar ou denegrir a imagem de pessoas, empresas ou que for. Com isso, o jornalismo de qualidade toma a frente novamente, e precisa estar presente.

As informações com fontes corretas e confiáveis precisam ser a primeira a ser recebida pelas pessoas que estão conectadas, e só o jornalismo de qualidade é capaz de vencer essa luta. É notório que as más condições de trabalho, salários mais baixos e a terceirização levaram a uma precariedade dos serviços prestados pelos profissionais da comunicação. Mas é preciso regulamentar a profissão novamente no Brasil e começar a colocar a casa em ordem.

A profissão jornalista nunca vai acabar, ela precisa passar por modificações, mas vai se adequar as novas tecnologias e tendência e continuará sendo um diferencial. Informar o povo é a única maneira de promover mudanças em uma sociedade que está passando por tempos de tantas dificuldades.

Gostou deste artigo sobre o mercado de trabalho para os jornalistas? Então aproveite e compartilhe esse texto com os seus amigos por meio das suas redes sociais. Afinal, quem não se interessam por notícias de qualidade e não quer ter mais acesso a conteúdo de qualidade? No final, todos tem interesse em entender mais sobre a carreira do jornalista e como sobreviver as mudanças após a chegada do fenômeno internet, onde todas as informações estão ao seu alcance apenas com o uso de um smartphone.



quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Nunca antes nesse baziuuuuuuuuuuuuu

Estou mais do que assustado. Nunca antes na história recente desse país, digo nos 40 anos que aqui estou, vi tanta gente comum (os que me cercam são comuns) preocupados e ligados e se capacitando para conversar, pensar e se preocupar com política. Nunca antes, vi tanta gente sabendo o que é melhor ou pior para esse Baziuuuuu de merda. Nunca antes, vi tanta gente com tamanha certeza de que as coisas vão dar certo ou errado. Enfim, esse ano eleitoral vai ser bonito.

A bola da vez essa semana são, na verdade, duas bolas:

Bola 1: a eminencia de que se pegue uma lei, uma decisão jurídica, misture tudo isso num caldeirão que não é o do Hulk, jogue isso na nossa cara e livre o antigo presidente hoje presidiário para ser candidato;

Bola 2: ninguém deixa de falar sobre o Jair Bolsonaro... todo mundo só sabe falar disso, de como é contra ou de como é a favor. Eu, quero que morra, ele, lula, e todos os demais políticos. Não acredito mesmo em exceções, talvez elas existam, mas eu não consigo acreditar.

Não, não, no baziuuuu não há exceções, sempre todos somos iguais. Iguais na hora de votar, iguais na hora de levar vantagem daquele que é mais devagar da conta, enfim, não há exceções.

Discorda? Eu aceito que discorde, mas arguente, discordar por discordar não é ser uma exceção e sim, fazer parte do mesmo pacote de sempre... kkk

Hoje, levando em conta o dia em que escrevo esse texto, estou bastante cansado, cansado de ouvir gente falando de política, defendendo lados e usando o facebook como mídia formadora de opinião, o que é por sua vez talvez um pouco perigoso demais.

Espero mesmo que continuem utilizando o face, o whats e todas as outras fontes bastante conhecidas por espalharem notícias falsas tipo a de que a coca-cola desentope esgoto e essas merdas que as pessoas insistem em enviar... Não, a coca não desentope, não lustra cromado, aquele bebê doente não vai ganhar 1 centavo do whats a cada compartilhamento e aquelas notícias políticas, precisam no mínimo, serem chegadas. Não retransmita o que você não sabe se é ou se não é, bele?

E para quem está se perguntando, NÃO, EU NÃO IREI VOTAR ESSE NÃO.

Eu pago a multa e já faz tempo. São R$ 7,02 os dois turnos de multa e eu ainda pago mais duas passagens, aqui em curitiba, gasto R$ 15,55 e fico quites com a justiça eleitoral... Sim, prefiro isso a usar meu direito democrático de votar... Demo o que???

#abraçodoLG

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

sobre as proibições - tão comuns no baziuuuuuuuu

vamos lá, eu tô de boa, e logo resolvi escrever. há dias que não escrevo então, quem sabe colocar para fora algumas coisas que ando pensando seja algo interessante, pelo menos para mim? pois então, esse texto vai sem letras maiúsculas mesmo até porque tenho certa atração pelo não convencional, e tenho também certa dificuldade em acreditar naquilo que tomo mundo acredita. ou seja, padrões talvez não sejam coisas muito pertinentes para mim...

e as proibições?

vamos lá...

algumas delas, talvez as que mais estamos acompanhando no momento sócio/político/econômico em que vivemos:

- drogas;
- armas;
- aborto;
- ladroagem na política.

drogas

sempre fui contra a legalização. achava que a proibição era algo interessante, necessário e ferramenta de um controle social mas, a vida se encarregou de me mostrar que sempre estive errado, uma vez que a proibição mexe com algo maior, muito maior, que é a minha liberdade de escolher. se eu quero fumar um baseado ou cheirar um pó, não deveria ser realmente o estado que deveria definir se posso ou não, no máximo ele deveria controlar a venda assim como faz com qualquer outra merda que seja vendida nesse país ladrão de cidadãos. ok? (não, eu não cheiro pó e nem pretendo fazê-lo, ok?)

ai chega esse paizão chamado estado, gordo, fedido e ineficiente e quer que eu faça ou deixe de fazer apenas o que ele acha que deve ser feito ou deixado de lado. elegemos aqueles babacas que legislam por causas próprias, mesmo que isso signifique que entramos com a bunda e eles, com os cintaralhos.

estado tem que cuidar de coisas básicas, prover a todos nós a edução de qualidade que precisamos, a saúde básica que nos permita viver e a segurança pública que nos mantenha vivo sem balas perdidas de bandidos e de policiais (os policiais são um capítulo a parte para mim, pois muitos deles, são heróis - mas outra hora falamos deles).

armas

mais uma vez, o estado papaizão, gordo, inchado e ineficiente querendo mandar na minha vida. eu até posso ter uma arma, mas é tão difícil conseguir que... enfim... ok, eu posso ter uma arma, então, de certa forma posso defender meu patrimônio e minha família. se alguém entrar sem ser convidado posso dar 3 alertas e se isso não foi suficiente, prego fogo.

mas, na rua não posso. se eu for assaltado, tenho que "não reagir", porque o estado me proíbe de reagir. ele que manda e é isso que eles querem que continue acontecendo.

nem vou discutir muito isso porque eu gostaria mesmo que esse estado se preocupasse com o que o estado tem que se preocupar. se a galera armada seria violenta ou não, talvez não venha ao caso de discutir porque ninguém sabe o que aconteceria. não é o caso de fazer uma projeção estatística do que seria, isso seria uma imprudência, né mesmo???

aborto

nem vou gastar muito tempo. a mulher tem o direito de escolher o que quer fazer e os hipócritas religiosos e este estado corrompido pelas bancadas de deus não tem sequer a predefinição de direito de interferir na escolha delas.

fodam-se todas as religiões que querem definir a vida das mulheres. fodam-se todos os deputados, senadores, e demais que acham que podem interferir na vida das mulheres. elas tem que ter o direito ao aborto sim.

o estado não deveria se usar do poder que tem para retirar esse direito...

ladrões - políticos - tudo a mesma coisa

bom, aqui chegamos na parte mais curta do texto. o estado pode proibir o que quiser, mas é o único que permite que seus políticos nos roubem e saiam ilesos... f.d.p.

#abraçodoLG



terça-feira, 21 de agosto de 2018

#né

Não que dá certo mesmo? Meses atrás, meu irmão me fez uma proposta a qual até num primeiro momento eu não aceitei mas, aos poucos, acabei acatando. E foi muito legal. Na verdade está sendo muito legal.

Então era assim, antes eu acordava e saia de casa ouvindo meu noticiário preferido. Era sagrado.

Hoje, não mais.

Hoje escuto musicas. Não faço muita distinção de estilos, ritmos ou coisas afins, apenas ligo o app e braziuuuuuu, mando bala nas musicas. Minha vida ficou bem mais tranquila. Melhor mesmo, como pensar que até mesmo cagar a gente caga melhor sem se preocupar com mídia e o que ela nos trás, sabe como?

É só notícia chata, ruim e essas coisas malditas. Políticos que sempre fazem o mesmo e nada muda, os poderes que brigam entre si, crime, rocinha, tiro, metralhadora, polícia, educação, ou a falta dela, professores, cavalaria, governadores, beto richa essas coisas todas.

Não, não sei mais o que está acontecendo. E acho que nem quero mais saber mesmo, sabe porque? Minha vida está melhor agora. Está bem melhor agora. Em troca daquela notícia sobre o tiroteio que matou a guriazinha que estava na janela da sacada da casa da tia avó, eu escuto uma do Legião Urbana.

Ao invés daquela notícia sobre o deputador que tem curral eleitoral num dos lugares mais pobres do brasil, deputado este que usou mais jatinho da FAB que os mais graduados da FAB, e que foi para o exterior e trouxe notas fiscais para a o legislativo pagar - ao invés disso, eu escuto um Red Hot Chili Peppers...

Ao invés de ouvir uma opinião de algum jornalista, seja quem ele for, eu prefiro ouvir qualquer lixo musical, o que pelo menos trás uma certa melodia. Qualquer música, nacional ou não, é melhor que qualquer notícia desse país.

Estou sim, vivenciando uma nova fase na qual, estou me afastando quase que totalmente dessa mídia que manipula toda essa sociedade hipócrita e pouco instruída. Sim, você faz parte dela e se você acha que o "face" ou o "whats" vai ter salvar com as notícias e informações mentirosas, fio, se liga aí, tu tá perdidão... heim?!

Tente: 1 semana sem notícias. Assista apenas canais ou nem assista, leia mais. Troque o rádio por um app de musicas aleatórias. #valeapena

#abraçodoLG

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Faça você também... deixa de ser preguiçoso

Enfim, hoje em dia todo mundo pode julgar todo mundo então, entrei na brincadeira. Se você não faz ou ainda não fez, vou me sentir no direito de te ofender e te chamar de preguiçoso. Claro, isso não é assim tão sério mas já que estamos vivendo esse momento mágico em que todos podemos ter opinião e mais ainda, podemos expressar essa opinião, além de criticar, não vou dar a mínima a sua...

Você já fez algum tipo de trabalho voluntário? Aqui não estão inseridos (as) doações, essas coisas fáceis. Estou falando de colocar a mão no trabalho, sabe comé? Ir até um hospital, ajudar, ir até uma casa de idosos e ajudar, ir até um orfanato e ajudar... Já fez isso? Não???

Seu preguiçoso...

É isso mesmo, se você nunca doou um segundo da sua vida para ajudar o próximo de forma gratuita, você é no mínimo um preguiçoso para não dizer egoísta, presunçoso e orgulhoso. Está aí, no conforto do seu lar, do seu trabalho, tranquilo, enquanto muita gente está precisando e não é de grana não, as vezes precisam apenas conversar com alguém tão emocionalmente inteligente como você...

Verdade, seu hipócrita... Verdade verdadeira...

É, hoje não estou sendo aquele cara bacaninha não. E nem quero ser. Estou passando uma fase boa da minha vida e nessa fase, a porrada come solta, pois é assim que eu tento de alguma forma "mudar o mundo"... Sei que não vou mudar o mundo, mas posso morrer tentando, não é mesmo?

Ao invés de ficar aí, nessa lenga lenga, venha pra cá, onde eu faço voluntariado toda quarta-feira a noite, temos vaga, temos espaço para muitas pessoas que queiram doar parte do seu tempo. Garanto a você, sr. ou sra. que você pode vir, trazer seus filhos, primos, parentes, e todos vocês serão regados com o sentimento de gratidão daqueles que precisam de pelo menos um aperto de mão ou então aquele ombro amigo para poder chorar sua dor.

É tão simples e não custa absolutamente nada. Nadinha... É bão...

O mundo já se tornou egoísta demais. São tantas as religiões e cada uma se metendo cada vez mais nas vidas das próprias ovelhas, esquecendo que na verdade somos tão iguais fora delas que precisamos muito mais ajudar um ao outro... Enfim, né...

São tantas pessoas que precisam, em tantas instituições, em tantos lugares. O Brasil é esse continente que, de pobreza e necessidades, é um grande exemplo maldito. Um povo do qual não podemos mais esperar nada. São quase nada os que se doam, os que ajudam e os que querem fazer algo de bem.

Sim, doar no criança esperança pode te fazer bem, mas na verdade, não ajuda tanto assim. Venha aqui, empurre uma maca, uma cadeira de rodas e verás o bem que isso fará a você!

Hipócrita, eu fui, sou e serei, pois, ninguém pode ser perfeito, não é mesmo??? (e nem venha com o papo de que "Ele" pode porque até "ele" erra)...

Fique bem, no conforto de seu lar...

#abraçodoLG

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Ultimas postagens

Pois é gente, tem algumas pessoas que mesmo com o passar dos anos, ainda tem uma certa paciência em sentar na frente de um pc, note ou ainda na telinha do celular e ainda, dão aquela lidinha no DLQ. Esse blog nasceu para ser algo diferente e não ser apenas mais um. Quem nos acompanha, nos acompanhou ou até mesmo aqueles que leram apenas um texto meu, do Dudu ou do Gê, sabe que ao escrever a gente tinha uma preocupação maior: ser diferente.

A gente não escreveu mentiras, por mais que nossa opinião fosse diferente entre os 3 que escreviam e até mesmo diferente das opiniões dos nossos leitores.

O tempo passou..

Esse blog nasceu no finalzinho de 2009, início de 2010. E tudo no planeta terra tende a ser parte de um ciclo. Sim, um ciclo sistólico e diastólico, como um coração que bombeia sangue, nossa vida se inicia e um dia termina. Assim são os animais, sejam eles dotados de consciência ou não...

Esse ano, é um ano bastante complicado para mim. Eu amo escrever sobre política. Além de amar escrever, não vou ser boçal ou babaca e assumo que até escrevo bem sobre esse tema, se você gosta ou não, é claro, é uma questão de afinidade, até me preocupa pois já perdi amigos por minas convicções e alguns desses amigos eu queria ter ao meu lado um dia novamente. Ciclos, não é mesmo?

Pois bem eu venho pensando há algum tempo sobre a vida e sobrevida desse blog. Sobre o tempo que passa, sobre as pessoas que vivem, e isso me causa medo. Muito mais medo do que um dia eu já tive da morte. Hoje a morte não me assusta mais. Até me sinto preparado para ela ;-)

Mas o blog, o DLQ, que de diário não tem mais nada e faz muito tempo, há tempos vem sendo abandonado por mim. Não vou citar o Gê pois a vida é feita de ciclos e ele tem os deles. O Dudu, meu nobre parça aqui, amigo pessoal e que foi um grande parça na minha fossa, está em um novo ciclo também, com novos desafios diários, coisa linda de se ver... E claro, era ele quem dava maior graça a esse blog.

Hoje, sim, sexta-feira 10 de agosto, ao chegar no meu ambiente de trabalho, um grande amigo e de forma inevitável como não poderia deixar de ser me questionou se eu havia assistido o debate dos candidatos à presidência da república. Engoli seco, pois adoro esse brother, mas, numa boa, alguém perdeu algum tempo para ver essa palhaçada?

Babaquice?
Idiotices?

Eu não, não perdi e não perderei daqui em diante. Não há nada que possamos fazer. O brasil é uma titica de galinha e nunca seremos algo diferente disso. Não da forma como está.

Resumo: somos 200 e poucos milhões de habitantes, dos quais mais de 100 milhões com direito de votar. Os estados que mais tem eleitores, coincidência ou não, também são os mais pobres das nação, e também os quais mais dependem de outros estados. E nos quais impera a lei do terror em época de eleições. É uma farra de distribuição de (pasmem), dentaduras, consultas médicas, cestas de comida, vale-gasolina entre outras coisas. Isso no mercado em geral se chama compra e venda, na política, aqui no brasil, os hipócritas chamam de democracia.

Demo o que?

Democracia num país de tanta gente miserável que troca um voto por comida? Num país em que a educação leva partidos políticos para dentro das escolas de forma desigual? Num país em que, tanta gente acredita em política votando só em quem paga por isso?

Por favor, isso não é democracia, isso não é assim...

E pior, num país onde o voto eletrônico, de elevado potencial de manipulação é usado como verdade universal, você quer o que?

Então, eu não tenho como escrever mais sobre política, e era isso que eu amava fazer.

Dessa forma, vou deixar os eleitores dos diversos candidatos com suas escolhas, com suas discussões, com tudo que eles mais quiserem. Eu vou "pousar" meu avião em um aeroporto mais calmo, no qual, eu possa viver sem pensar nesse tipo de questão. Numa boa, estou preferindo a paz, a alegria de acordar todo dia e não me preocupar mais com isso.

O DLQ não vai acabar de vez, não vai deixar de existir de uma hora para outra, mas é provável que, aos poucos, eu escreva numa periodicidade ainda menor do que a que estou escrevendo hoje.

Alguns textos, alguns vídeos, algumas informações...

É por aí...

Grande, por favor, receba esse gigante #abraçodoLG

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Como economizar ao alugar um imóvel? Dicas essenciais

A economia deve ser pensada de todos os pontos
Crédito da imagem: Pexels.com

Alguns ditados antigos dizem que o aluguel é um dinheiro jogado fora. E isso não deixa de ser verdade, mas para muitos, é a única opção de moradia diante da realidade da economia brasileira.

Para quem vive de aluguel em Curitiba, é possível perceber um padrão de comportamento do mercado. Os imóveis que estão com valores mais acessíveis, em sua maioria, estão localizados em regiões mais afastadas do centro, isso quando não são em cidades ao lado da capital.

Por isso, é preciso prestar bastante atenção aos detalhes para tentar conseguir pagar um pouco mais baixo no aluguel e tentar guardar dinheiro para comprar a casa própria.

É preciso estar atento ao ‘preço baixo’ isso pode ser uma cilada na hora do negócio. O valor mensal do aluguel estará relacionado as condições da moradia, localização e na segurança.

Se você está buscando uma casa para morar, separamos alguns dicas essenciais para você economizar todo mês com habitação.

A localização influencia no preço e na qualidade de vida

Esse fator é o mais importante, senão um dos mais importantes na hora de fechar um contrato de aluguel. A localização deve trazer segurança, fácil acesso aos meios de transporte público e saúde, além de estar cercada de comércio.
Não precisa procurar uma casa somente nos bairros mais chiques e tradicionais da capital. Você pode buscar por imóveis mais longe do centro, mas que sejam mais espaçosos e mais baratos

As condições do imóvel devem ser analisadas pessoalmente

Esse fator deve ser levado em consideração desde a pesquisa pelos imóveis. Após achar os locais que mais agradam em relação ao tamanho, comodidade e localização, é hora de começar as visitas!

Verifique se as condições de habitação do imóvel são boas, se realmente o local não está caindo os pedaços. Se chuveiro, torneiras, janelas, portas, entre outros sistemas estão funcionando corretamente.

Verifique também a idade de construção do local, isso vai dizer se o imóvel precisa ou não passar por uma reforma de maneira mais urgente. Depois que você pega as chaves, tudo que for preciso arrumar será de sua responsabilidade, na busca de viver da melhor maneira.

Se for apartamento, não esqueça do condomínio

Quando falamos em casas para alugar, pensamos exclusivamente no valor mensal gasto para arcar com a despesa de moradia. Porém, quando o assunto é apartamento, outro valor alto deve ser contabilizado no quesito habitação.

Os apartamentos ficam dentro de condomínios fechados que precisam de uma taxa mensal para manutenção.

Quanto mais comodidade e benfeitorias o condomínio oferece para o morador, mais caro fica a taxa mensal paga pelo inquilino.

O tamanho do apartamento não é o maior dos problemas quando se fala nessa taxa, e sim as comodidades como elevador, piscina, academia, salão de festas, entre outros.

É preciso buscar um imóvel que atenda as necessidade de espaço do morador, mas que não seja quase um clube de diversão dos finais de semana.

Fatores que aumentam o preço do condomínio

- Elevador
- Piscina
- Academia
- Sistema de segurança
- Salão de festas
- Quadras esportivas

Tente uma negociação direta com o proprietário

Quando você está em busca de um apartamento para alugar, ou até mesmo casa, tento o contato direto com o proprietário do imóvel. Como as imobiliárias precisam dar garantias aos contratos de locação, algumas taxas são cobradas do inquilino, que encarecem um pouco mais no final do mês.

Se você conseguir fechar um contrato regularizo com o proprietário, por um período de tempo mais longo, dando algumas garantias de pagamento, a conta pode ficar mais barata no final do mês.

Outra estratégia interessante para economizar um pouco mais no aluguel é tentar negociar algum desconto para o pagamento antecipado dos aluguéis.

Imóveis novos custam caro

Os imóveis que acabaram de ser construídos tem a tendência de manter o preço do aluguel um pouco acima da média. Por serem novos, e muitas vezes ainda não foram utilizados, tudo está funcionando em perfeito estado e as benfeitorias são dotadas de mais tecnologias do que os apartamentos mais antigos.

Você não precisa encarar uma casa velha caindo os pedaços para economizar, mas é preciso estar ciente que os imóveis entre 10 e 20 anos de produção são os mais atrativos para quem precisa economizar no aluguel.

Economize, mesmo pagando aluguel

Isso parece ser uma missão difícil de ser realizada, mas não é. O planejamento e organização financeira podem ser a melhor ferramenta para você poupar mensalmente e sair do aluguel antes mesmo do que pensava.

Se você colocar na ponta do lápis toda sua renda e quais são seus custos mensais, terá um direcionamento sobre como seu dinheiro é gasto.

Diante disse, planeje cortas alguns desses custos extras e comece a juntar. Se você evitar parcelamentos, por exemplo, não precisará ficar se preocupando quanto por mês do seu salário sai somente para pagar parcelas.

Se você estiver pensando em fazer a compra da sua casa própria precisa saber alguns detalhes importantes:

Entrada

Pensem em juntar a maior quantidade de dinheiro possível para pagar a entrada e amortizar uma parte da dívida.

Assim você consegue diminuir o valor das prestações mensais ou até mesmo diminuir o longo prazo de pagamento.

Financiamento

É praticamente impossível comprar uma casa no Brasil a vista. Por isso, o Governo Federal vem disponibilizando linhas de créditos que permitem a aquisição da casa própria com taxas mais atrativas.

É preciso se planejar para pagar a prestação no final do mês, porém é a mesma situação que você paga o aluguel.

Na prática é melhor pagar o financiamento porque com o passar dos anos, o imóvel somente valoriza e é um bem seu. Já com o pagamento do aluguel o dinheiro não se reverte em nada, apenas custeia a estadia temporária em um local.

Tudo que você paga de aluguel não é para você e nem tornará o imóvel seu, por isso pagar aluguel não é nada lucrativo.

Gostou destas dicas? Então aproveite para compartilhar este artigo com os seus amigos através das suas redes sociais.

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

Obrigado!

Simples assim.

Obrigado!

E se puder, assista o vídeo e entenderás!!!




Obrigado!

#abraçodoLG

quarta-feira, 25 de julho de 2018

Talvez esteja pior e ainda nem percebemos...

Veja bem, o texto a seguir não está baseado em verdades, nem em estatísticas do governo (oficiais), nem mesmo em numero consistentes. É um texto produzido com base na vivência do dia a dia. A verdade é que, a cada ida no mercado ou a cada boleto que chega, fica muito perceptível que estamos na crise e ela parece estar aumentando ao invés de estar estabilizando.

Eu converso com várias pessoas durante os dias que se passam e a percepção das pessoas está cada vez mais focada nisso, afinal de contas, todos estão sentindo muito essa questão da crise. Não tem muito o que fazer, pois o governo que poderia se preocupar, está cagando para isso. Os brasileiros, agora que estão se importando com isso, então, não há muito o que fazer, não é mesmo?!

A marolinha do lula, ainda está por aqui... Ok, ok, o lula está na cadeia e seria a mesma coisa que chutar cachorro morto ficar falando dele mas é impossível ver essa crise sem pensar nas merdas que ele fez e nos reflexos que isso nos deixou e deixará até pelo menos uns anos 2023...

Há anos venho escrevendo sobre crise e sobre a grana nesse país e minha expectativa nunca foi das mais otimistas, você pode numa pesquisa bem rápida achar textos meus nos quais eu comentei que em 2018 ainda estaríamos em crise, eu só achei que seria durante o governo da dilma plastiquinha e não do cavernoso vagabs.

E é uma merda ter que conversar com as pessoas quando o assunto é basicamente sempre o mesmo: crise. Meus amigos estão ferrados, muitas pessoas estão fodidas e tudo carro normalmente, é impressionante que até mesmo durante a copa do mundo de 2018 (felizmente e mais uma vez o "baziu" perdeu), tudo ficou absurdamente normal, mesmo com a crise comendo todos como uma prato principal. Se um dia comeu pelas beiradas, esse dia já passou.

A crise está aí, atingindo o mercado imobiliário, o mercado automotivo, de serviços, das mais diversas áreas como educação, saúde, alimentação, informática, oh lord, onde essa merda vai para, se vai um dia?

Claro que num país de desigualdades como o nosso, uma parte sente a crise, outra vive e outra ainda, curte e muito estar na crise. Os bancos, por exemplo, estão cada vez mais ganhando dinheiro com seu spread bancário, numa receita que juro, gostaria muito de estar participando.

Empresto dinheiro, você não paga, o juro fica mais alto porque você não pagou, ai eu empresto dinheiro mais caro, você não paga aí o juro fica ainda mais alto porque você não pagou, ai eu empresto mais dinheiro, e você não paga, eu ganho cada vez mais e aumento ainda mais os juros... Nossa, ciclo vicioso nervoso que eu queria, mas não tenho como...

E depois chama de agiota os agiotas...  Nossa, nesse país, ladrão é bonzinho e bonzinho é ladrão... Ok, ok, na verdade, são tudo políticos mesmo!!!

Mas é isso aí, qual a sua sensação?

- acha que estamos em crise?
- acha que o pior já passou?
- acha que o pior está por vir?
- acha que tá cagando pra tudo pois tem grana a vontade?
- acha que o corintia vai ser campeão?

Enfim, o que tu acha?

#abraçodoLG

segunda-feira, 23 de julho de 2018

Não é a toa que essa merda não vai pra frente...

O texto de hoje não está, assim dizendo, dos mais leves não. Até porque o "baziu" não é para amadores. E sim para os mais profissionais de todos. Vamos fazer assim, não há como negar e não há como mudar, tá bom. Aceite que é mais fácil, como dizia aquela que um dia foi o que não é mais, relaxa e goza! Né, @martinha!

Hoje começamos mais uma semana. Julho está indo embora, meus dois moleques motivos de minha alegria já estão mais velhos e a cada dia de vida deles que passa eu fico tentando prever e imaginar o que estamos deixando para eles. E eis que, ao passar a vista no "maior site de notícias desse estado", ai que medo, veja uma chamada na qual um dos candidatos, ou melhor, ainda pré-candidatos, um tal de Geraldo - já ensaia voltar com a contribuição sindical. Ou seja, os vagabonds dos sindicatos, que quase nunca fazem nada por seus trabalhadores e gastam boa parte do dindin com os seus e os petistas, que perderam uma boquinha, querem ganhar essa boquinha de qualquer jeito.

Eu confesso que estou até feliz pois já economizei um bom dindin com esse papo. Não paguei e jamais darei um centavo de boa vontade para esses sindicatos. Nunca. Eles não me representam.

E ai, continuo, o que mais teremos para poder escolher nessa "democracia" imbecil em que estamos inseridos?

Jair?
Marina?
Hulck? (esse não mais)
Rchlo?
Hvan?
Só falta o Sílvio de novo, #né?

Aliás, se o Chaves ou o Kiko do Chaves se candidatassem, eu votaria neles, afinal, se é para ser uma piada que pelo menos sejam eleitos humoristas bons e não esses manés que não sabem fazer piadas. Nem mesmo o Tiririca, que anunciou sua saída, vai sair mesmo. Manezão de manobra...

Esse anos as eleições serão ainda mais bizarras. Vai ter até candidato não candidato fazendo campanha da cadeia... E pior, é capaz de ganhar não ganhando...

Você que está lendo esse blog pela primeira vez, se caso for, pode até não compreender o que eu chamo de "democracia burra", mas em poucas palavras tentarei me explicar. "Democracia burra" ou "democracia brazilis" é a democracia que usa uma massa de manobra, pobre, burra e influenciável para se ganhar eleições. Somos 200 milhões de habitantes, mais de 100 milhões de eleitores, dos quais, por questões sociais são parte de uma maioria que não teve acesso a educação de qualidade, a saúde, a segurança... Assim sendo, eles aceitam qualquer proposta ainda mais com uma grande quantidade de assessores pagos com grana pública trabalhando nas "comunidades"...

Ou seja, temos o direito da escolha, mas a grande maioria, precisa escolher que melhor convém por outras questões que não a escolha propriamente dita. Haja vista que o voto não obrigatório nunca é nem sequer votado por esses políticos de merda que aí temos. Tem excessões? Não!

São todos farinha do mesmo saco. São todos muito parecidos. São todos assim mesmo!

Mudam as convicções mas, não muda o modus operandi.

É sempre da mesma forma. 1 candidato, diversos assessores dos mais variados, a maioria amigos de colegas de indicações - muitos tem o estudo básico e não sabe nem por onde a galinha faz xixi, e são esses mesmo que assessoram os carismáticos políticos que definem nossas vidas.

#né?

Aí temos bancadas das mais variadas:

- ruralistas: que proíbem orgânicos nos mercados;
- ambientalistas: que só lutam pelas árvores e florestas e essas porras;
- animalistas: que só sabem proibir bichos em circos, e que infestam a cidade de animais abandonados;
- evangélicos, católicos essas merdas: que só sabem proibir o uso de anticoncepcionais, camisinha e quem ainda por cima, proíbem o aborto;
- LGBT: que trabalham pelos direitos, aceitação social e outros de seus grupos sociais;
- Bancada da bala: aqueles que defendem o uso de armas;
- Bancada dos da família: ...

Enfim, a política no baziu, é assim mesmo, uma lixo.

Será que um dia vai mudar? Não, não vai mudar, o melhor mesmo para aqueles que podem é sumir desse país, vazar para qualquer outra nação... Abandonar esse barco. E que o último apague a luz, pode ser?

Se tu não gostou do meu texto e pelo menos chegou até aqui, saiba que essa é uma opinião minha e não desse blog, emboras eu seja um dos donos dele. Acredito que ele - esse blog - tem uma tendência de ser democrático, tanto é que eu e os demais que aqui escrevemos, nem sempre concordamos e estamos juntos, na parceria e na amizade até hoje.

Enfim, segue aí, do jeito que você puder/quiser/topar.

E baziuuuuuuuuu!

#eh_nóix
#abraçodoLG

terça-feira, 10 de julho de 2018

Veja bem... já era!!!

Bom, que eu "amo copa do mundo", todos os leitores do DLQ já sabem. Mas, prazer maior em ver o brasil ser desclassificado, não há. Foi lindo ver a humilhação do país que tem o melhor futebol do mundo... Saber que eles logo estariam em casa. Que os jogadores logo voltariam a rotina, que nós, brasileiros pudéssemos voltar a trabalhar de forma mais substancial.

Acabou!

Felizmente acabou. Mais uma vez se provou que uma seleção de um homem só não faz milagre. Apostaram novamente todas as fichas num jogador que se joga mais no chão do que joga bola. Incrivelmente, ainda assim, a mídia (o infeliz galvão e sua emissora) insistem em plantar no brasileira a falsa esperança de que esse cai-cai é o melhor do mundo e único responsável em trazer a felicidade de uma copa do mundo para cá.

Mais uma vez ficou claro que, se não houver um investimento no futebol brasileiro e não num retorno de mídia da vivo e outros patrocinadores, nada vai acontecer. Eu fiquei satisfeito, feliz, contente, alegre, enfim, tudo mais, só de ver que o jogo terminou em 2x1.

Torci e muito pelo brasil nesse dia pois sabia que minha torcida ajudaria esse timeco perder. Perdeu.

Perdeu essa "seleção" mas ganhamos nós que já voltamos ao ritmo normal. Hoje a tarde, por exemplo, teremos expediente normal e eu não terei que pagar essas horas malditas da copa do mundo. Ganhamos nós que, de alguma forma, não precisaremos arcar com o prêmio pago para os "atletas" que ganhariam a copa. Perderam.

Mais uma vez, tivemos a resposta de que, sem que se de a chance da piazada desse país correr atrás de seus sonhos, nada vai acontecer. Neymar e os demais estão com suas vidas ganhas para as próximas 3 gerações... Eles nem precisam mais jogar, não se esforçam, não tem garra, não tem amor pela causa. Apenas ganham seu dinheiro, namoram atrizes famosas e assim vai...

Ótimo que perdemos mais essa copa. Daqui 4 anos, se tudo der certo, teremos ainda Neymar como o salvador da pátria e mais uma vez, perderemos, assim desejo, torço...

#abraçodoLG

segunda-feira, 2 de julho de 2018

Desafio - Mas dessa vez é comigo mesmo!

Sabe, esses tempos atrás eu, que já passei dos 40 anos, comecei a sentir uma dorzinha chata no joelho esquerdo. Essa dorzinha incomodou tanto que logo eu estava numa clinica de fisioterapia. Claro, que com uma profissional top, tudo ficou zeradinho. Cris, obrigado!

Mas a Cris, além de ajudar o joelho ficar novo em folha, está agora participando de mais um projeto, que ambos intitulamos como "desafio", mas que na verdade é mais uma forma de buscar apoio para que juntos possamos conseguir algo. Sim, e tem a ver com o que o abandono do vício de fumar me proporcionou no final do ano passado, um ganho de aproximadamente 10 kg. Facinho assim, engordei...

Pois bem, o "desafio" começou ontem, dia 1º. Iniciei o processo com 87,2kg, medidos pelado, em jejum. Vamos ver o que vai dar.

Precisamos perder 5kg de forma saudável até o dia 10 de setembro. Porque 10 de setembro? Ah, sei lá, mas é um bom desafio, #né mesmo?

Eu já comecei meus planos:

- não cortarei nada de minha dieta diária;
- não deixarei de tomar minha cerveja de vez em quando;
- não usarei extremismos de qualquer tipo;
- vou continuar vivendo de boa mas, e agora sim, vou me exercitar e fazer um uso racional da comida que como.

E vou sim, chegar ao fim do prazo, com a sensação e a certeza de ter conseguido.

Duvida?

Participa junto então, duvido que você também não consiga...

#eh_nóix Cris, vamos mandar bala, heim!!!

#abraçodoLG

quarta-feira, 27 de junho de 2018

2 poderes - ou quem sabe 1 apenas

Acho legal pois quando assistimos um desenho animado ou um filme de super heróis, sempre temos uma divisão muito clara de funções. Ou um deles é bom no gelo e o outro no calor, ou então um corre muito o outro é forte pra caramba, um é de ferro o outro é capitão.. Sem há uma divisão de poderes. Sempre.

Aqui no baziu, eu cresci com pessoas tentando me "ensinar"/convencer de que há 3 poderes muito distintos, previstos e autônomos. E, toda vez que alguém aborda esse tipo de assunto comigo, eu tenho ainda mais a certeza que temos sim no baziu alguns poderes, mas ao meu ver, são apenas 2.

Sejam eles:

1 - GOVERNO
2 - RELIGIÃO (e tudo que vem anexo, tipo deus, chésus essas porras todas);

Vejamos, vou argumentar expondo a forma como penso, e de cara já digo, se tu for contra, tu tem todo direito, inclusive de comentar e participar da discussão, mas sua opinião não necessariamente mudará a minha...

Vamos lá. Como me dizem que é: executivo, legislativo e judiciário. OK! Lindo no papel.

O executivo é quem manda nessa merda toda, nisso que alguns hipócritas acreditam ser uma democracia. Se o executivo faz, tudo acontece, se o executivo quer, tudo acontece, se o executivo manda, tudo acontece. É dele que partem boas quantias de dindin para os outros poderes... E é ele quem indica os maiorais do judiciário, quem, precisam passar pelo aval do legislativo. Ou seja, como que isso pode dar certo?

É como um amigo meu indicar um amigo dele, sempre haverá algum vínculo moral ou imoral entre os 3, e isso em algum momento fará a amizade acabar ou ficar abalada.

Ao observar o comportamento dos ministros do STF percebe-se nitidamente mesmo que seja negado por eles, que há sim intervenção de caráter político em suas decisões que sempre tem pesos e medidas diferentes no que diz respeito aos réus e condenados. Se eles forem comuns, ou seja, pessoas que não sejam dos 3 poderes, tudo pode e tudo é. Se eles forem de alguma forma ligados ou ex-ligados a um dos três poderes, nada pode acontecer.

É imbecil pensar que, 3 poderes se fundem em um só, no qual, o poder fica com quem executa tudo. Ele pode pagar para o legislativo fazer o que ele quer, ele pode determinar o judiciário fazer o que ele quer e ele pode, mesmo fora do poder há tempos, moralmente continuar mandando e desmandando.

Difícil acreditar em "democracia" quando os três poderes se fundem em causas tão específicas para proteger uns e são independentes na hora de ferrar a grande maioria. Sim, com seus salários, debaixo de suas togas, ternos, gravatas e imunidades, além de grandes aparatos de segurança, fica fácil foder o povo. Fácil, fácil.

Obrigado ministros por soltarem o Dirceu, ele é sim alguém da maior honestidade... E um bom espécime paranaense, o qual nos dá muito orgulho. Soltem também o Lula, aproveitem que estão por cima e também soltem o casal Nardoni, a Suzane Louise Von Richthofe, e muito outros, afinal de contas, a justiça que manda prender pode muito bem mandar soltar, não é mesmo?

Com um judiciário atuando com bancadas, vai ficar difícil acreditar em qualquer coisa. Antes chamavam a justiça de lenta e cega, hoje é fácil entender que, na verdade, a justiça é muito rápida e partidária, quem faz parte, pode tudo, quem não faz... Foda-se...

Para fechar, sobre o que acredito ser o segundo poder: deus. Não sei nada, sou ateu!

A única coisa que tenho certeza é que "ele" é usado de forma a te dominar e assim, você vive bem... Enfim, cada qual com sua questão, certo?

Conviva com esses dois poderes, eu ficarei só com o primeiro, já me ferro demais com ele....

#abraçodoLG


terça-feira, 26 de junho de 2018

Hoje foi dia de desafio...

Agraciado pela ótima sensação de ver alguém atropelado às 7 da manhã, fiquei bastante curioso sobre a opinião de nossos senhores vereadores e senhoras vereadoras... e toma-lhe desafio no DLQ... Abaixo, texto que enviei por e-mail para todos.

E para minha surpresa, já há uma tentativa de resposta... veremos e informo! E, junto com esse texto, envie algumas fotinhos para alegrar os nobres vereadores..

--------------------e-mail-------------------

Bom dia, nobre vereadores e vereadoras (seus assessores também, é claro)

Volta e meia me deparo com situações as quais gostaria muito de estar em vossas companhias. Sei que muitos não vão chegar a ler até esse ponto (adoro isso), mas sei também que alguns vão ler até o final e quem sabe até me responder, como foi da ultima vez que escrevi.

Mas hoje, queria muito mesmo que todos estivesse comigo. A cena foi impressionante. Uma mulher caída, recebendo o atendimento de algumas pessoas boas de coração (gente normal, que usa ônibus também), pelas vestimentas, enfermeiras...

O sangue começava a se acumular logo abaixo de sua cabeça... Já se passavam pelo menos 8 mintuos desde a hora que meu coletivo parou - o atropelamento já havia acontecido - e o SIATE ainda não tinha dado sinal de chegar.

Sim, um ligeirinho, ônibus que foi idealizado e pensado para ser "ligeirinho", mas que numa cidade travada como a nossa, tornou-se "demoradinho" e por isso e também por ordens dos empresários e claro, da URBS (essa elefoa ineficiente que nem para circo serve mais), os ônibus cinza utilizam-se das canaletas exclusivas dos bi-articulados (2 articulações e não só uma). Quando esses cinzas não atropelam, eles batem em carros, ou ainda, arregaçam bicicletas que também disputam a canaleta...

Sim, senhores e senhoras, numa dessas ultrapassagens das tantas que os cinzas fazem pelos vermelhos, o que aconteceu? Sim, um atropelamento...

Triste não é mesmo?

Eu sei que vocês não vão se sensibilizar como eu, pois eu estive ao lado dela, não ofereci meus conhecimentos pois ela já estava sob atendimento de gente até mais qualificada que eu...

As fotos, são de longe, não sou babaca de usar isso para chocar. Vou usar para enviar a vocês e ao prefeito, que até agora, nem observou seu whatsapp.

Enquanto todos nós estamos bem agora, essa senhora estará num hospital, se ferrando e talvez, lutando por sua vida e talvez tentando dizer não para a morte. Tomara que ela consiga, pois no que depender de nossas representantes, desculpem-me, mas parece que estaremos sempre por nossa conta.

Se você puderem, façam algo, por favor... Se não, OK, continuamos da mesma forma, daqui 2 anos teremos as esperadas eleições e nada, absolutamente nada mudará mesmo. Afinal, "imagem não é nada, sede é tudo, obedeça sua sede, beba sprite", dizia a campanha, mas a qual podemos adaptar: "imagem não é nada, seu voto é tudo, obedeça sua cegueira, vote em mim!"...

Obrigado senhores, no ultimo e-mail, vários me responderam e o vereador Professor Euller até aceitou meu convite. Um entre 39 que foi passear de ônibus comigo. Mas meu obrigado também aos que responderam ou aos assessores que me ligaram. Aos que deram de ombros, OK, também, você estão apenas sendo que sempre foram: VEREADORES.

Um passar bem a todos vocês!

Obrigado pela atenção aos que aqui chegaram.

Desejo a todos um excelente dia, o meu, depois do sangue escorrendo, será, diferente... Não consigo passar liso e limpo disso. Ela é igual a mim!

Abraços cordiais...


Luiz Guilherme Gaertner

segunda-feira, 25 de junho de 2018

A hipocrisia de um povo sofrido...

Que o brasileiro é sofrido, não tem como discutir, #né?!

Fomos descobertos, colonizados e zuados por um povo top. Desde nosso descobrimento o brasil sempre foi e continua sendo uma colonia de exploração. Antes, nos levavam o pau e hoje, nos colocam o pau. Ok, tentarei deixar de lado trocadilhos com conotação sexual e tentarei ser mais respeitoso em meu texto.

Respeitoso até certo ponto, pois quanto o conteúdo da discussão é a hipocrisia dessa nação, eu já não consigo mais ter o respeito necessário. E o que quero dizer com isso?

Bom, ante de me explicar, responda a seguinte pergunta:

QUEM NUNCA?

Ai você vai retrucar: QUEM NUNCA O QUE?

E aí, parei com você!... kkkk

Quem nunca, não é mesmo?

Quem nunca gritou gol do brasil, quem nunca torceu para o Caymar deixar de cair e fazer um gol, quem nunca comprou uma camisa da seleção no "paralelo" e diz que é original ou ainda quem nunca comprou uma "original"numa loja sem pegar a nota fiscal, quem nunca assistiu um jogão da copa com aquela NETCAT instalada pelo primo do visinho do amigo que faz um gatinho original?

Pois é, little hipócrita, você mesmo é um grande alvo desse texto pois eu garanto que você vai dizer que é contra a corrupção, ou ainda, que corrupto bom tem que estar atrás das grades, né mesmo?

E tem ainda aqueles que, apesar de terem feito tudo isso, ainda acham normal querer soltar o 9 dedos... É, tem que lidar com essa situação com muito dedo para não dar problemas...

Eu sempre passo por esse clima de escrever contra tudo relacionado, sabe comé, né... Pois vejo tanta gente boa e inteligente gastando energias com essas coisas que as vezes me dá a impressão que a coisa está errada, mas não esquente, eu já descobri que quem está errado na verdade sou eu mesmo.

Que fiquem felizes todos então, mas que para mim, continuarão little hipócritas... Petit hipócritas... #né.

Então, parti e vamo que vamo... Fecharei o texto por hoje pois não tenho muito mais a escrever nesse dia. Nada que me deixe mais ou menos contente, nada que me faça pensar diferente, nada que me torne mais crente e nada que, me fala abandonar o Diário Leite Quente. Se sou ácido, perdão, eu nasci assim e assim continuarei.

Um grande #abraçodoLG

segunda-feira, 18 de junho de 2018

O que significa IPTU e para que ele serve?

Esse imposto é cobrado anualmente e nem todos sabem para que serve. Você sabe?

pexels.com
Essa pode ser considerada uma das maiores dúvidas para quem é proprietário de um imóvel ou terreno, em todo território nacional.
O Imposto Predial e Territorial Urbano, conhecido pela sigla IPTU é regulamentado pela Constituição Federal. Esse imposto é cobrado de pessoas físicas e jurídicas que possuem propriedades imobiliárias em área urbana. De forma geral, todas as opções das redes de imóveis necessitam do pagamento desse imposto.

Em linhas gerais, o IPTU é um recolhimento fiscal que ajuda na conta do governo, e deve ser revertido pelo estado para melhorar as condições de infraestrutura para a população.
Não é preciso que esteja construído um imóvel no terreno para a cobrança desse imposto, um calculo diferenciado é feito para denominar o valor.

Uma das funções do IPTU também é para regular os preços médios das propriedades de acordo com a infraestutura da região, bairro e o tamanho do imóvel.

Como é calculado o valor do IPTU

O primeiro passo é entender como é calculado o valor desse imposto. A alíquota é definida por lei e pode ser reajustada anualmente. O valor que o contribuinte paga na conta final é calculado sob o valor venal do imóvel.

Esse valor nada mais é do que uma expectativa de custo do imóvel diante do mercado. Para calcular é levado em consideração o tamanho do local, localização e a infraestrutura da região. Outro fator que é utilizado é se consta somente um terreno no endereço ou se existe construção. Quanto maior a casa e o terreno, mais caro fica esse imposto.

Em média a alíquota calculada no IPTU é de 1% do valor do imóvel, porém, ela pode sofrer variações de acordo com a Lei Orgânica do Município onde está localizado o terreno.
A partir do IPTU é possível verificar possíveis aquecimentos do mercado imobiliário e valorizações de áreas diferenciadas na cidade.

Para onde vai o dinheiro do IPTU?

A ideia desse imposto é arrecadar dinheiro para que o município invista na infraestrutura da cidade. Na prática, o imposto serve para custear a máquina pública e ajudar em obras e reformas estruturais para melhorar a mobilidade da cidade.
Segundo as diretrizes da lei, o IPTU serve para saneamento básico, reestruturação da malha viária, entre outras benfeitorias que deveriam melhorar a qualidade de vida do morar da região.

IPTU não é registro de propriedade

Esse fator é muito importante! Não é porque o imposto está sendo cobrado no nome de uma pessoa, que de fato ela seja proprietária do local.
É preciso estar atento a lei. Ao comprar um imóvel é preciso realizar o registro formal desse terreno em cartório, para que seja emitido uma certidão de matrícula com o de registro no cartório de imóveis.

Se esse registro é feito em nome de outra pessoa, legalmente o proprietário do nome no registro de imóveis é que será o efetivo dono do terreno.
Vamos entender na prática? A regra é que quem utiliza o terreno, por exemplo, cedido pelo proprietário, podem ter o nome no IPTU e ser o responsável pelo pagamento. Porém, essa pessoa não é a proprietária do imóvel, o terreno não está legalmente registrado no nome dela.

Quem paga o IPTU

A maioria dos terrenos a venda em Curitiba sofrem a cobrança desse imposto. O IPTU é pago pelo proprietário de uma casa, terreno ou imóvel, seja ele comercial ou residencial.
Para que o município possa cobrar o IPTU de um imóvel é preciso que ele dê condições de acesso a no mínimo dois dos itens a seguir:

calçada com canalização da água da chuva, ou o meio fio;
abastecimento de água encanada
sistema de tratamento de esgoto
acesso a iluminação pública
escola primária e unidade de saúde a 3 quilômetros de distância, no máximo;

Sem o acesso as condições mínimas para viver em uma região, não é possível a cobrança desse imposto.

O que acontece se não pagar IPTU?

Essa conta somente aumenta com o passar dos anos, por isso é melhor não deixar de pagar! O não pagamento incide da cobrança de multa, juros além as correções monetárias.

Outro fator negativo é a inclusão no cadastro de inadimplentes da prefeitura da cidade. Com o passar do tempo um processo administrativo é instaurado para execução fiscal da dívida.
Se o proprietário continuar inadimplente, o imóvel pode ser confiscado pela prefeitura e ir à leilão, após uma determinação judicial.

Em que período do ano é feita a cobrança?

Assim como o IPVA, imposto cobrado sob a circulação de veículos, a cobrança acontece no início do ano. O contribuinte pode fazer o pagamento à vista ou parcelado. Para os proprietários que estão inadimplentes é possível procurar a prefeitura e fazer uma negociação para quitar as dívidas.

O importante é não deixar de pagar e aumentar a dívida diante a prefeitura. Depois de uma ação judicial concluída, o proprietário pode perder completamente o direito sob o imóvel. O leilão serve para quitar as dívidas do contribuinte com o município, ou seja, não é possível escapar da cobrança.

Como verificar se o dinheiro do IPTU está sendo aplicado corretamente?

Não importa se você tem uma casa ou um dos apartamentos em Curitiba, o dinheiro do pagamento do IPTU deve ser aplicado na sua região. É possível verificar junto a prefeitura e as associações de bairros como está sendo destinada a verba para a região.

Para que as melhorias sejam aplicadas é preciso que a cobrança da população seja constante. Não basta apenas pagar e não cobrar, o governo precisa garantir os direitos essenciais a mínima qualidade de vida da população. Fique de olho e não deixe de cobrar.

Gostou deste artigo sobre o que é o IPTU e para que ele serve? Então aproveite e compartilhe esse texto com os seus amigos através das suas redes sociais. Afinal, todos precisam saber dos seus deveres e também correr atrás dos seus direitos, principalmente quando o assunto é imposto!


domingo, 17 de junho de 2018

Eu não poderia estar mais feliz...


Num belo domingo preguiçoso, frio e chuviscado, sem bebidas alcoólicas e com meus dois filhos sob minhas asas eu não poderia ter ficado mais feliz. É explosão que extrapola o sorriso e parte os espasmos e as dores abdominais de tanto riso. Aquela câimbra nos músculos do maxilar, enfim, uma felicidade que não há comparação. Convivendo com os moleques, um deles torcendo mesmo para essa "seleção", o outro, meio que tentando torcer mas não torcendo tanto assim, o Lgzinho aqui ficou puta feliz quando o árbitro "ladrão" apitou e terminou a partida. Não poderia ter sido melhor...

Para esse povinho hipócrita, ladrão sempre que prejudica seus jogadores, quando é dos outros, foda-se. Então, dessa vez, o gostinho da derrota para mim foi ainda maior...

Não posso esquecer desse placar... Marcará 2018...









Tô muito puta feliz...

Foi melhor que a encomenda, foi melhor que eu poderia esperar, foi melhor que tudo...kkkk

Essa seleção quase me decepcionou mas no final, cumpriu e muito bem seu papel. Os próximos dois jogos ela vai ganhar, mas, em breve, voltarão para casa...

Seja o que tiver que ser...


Assim espero.


#abraçodoLG

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Ditadura do futebol! Isso é braziuuu meu povo

Sim. A palavra ditadura não é usada apenas quando temos militares no meio da discussão. E muito menos é exagerado eu usar essa palavras, mesmo que você não concorde, o fato é que vivemos há muito tempo essa ditadura. Como se esse fosse apenas e tão somente o único esporte praticado no Brasil... Alias, com se fosse o único existente. Mas aqui é braziu, porra!

Temos uma necessidade eminente de criarmos um mito. Foi assim com Ayrton Senna, com Pelé, com o Didi, com a Jojo, e com tantos outros ícones, que muitas vezes, superam por muito pouco a condição de fraudes e atingem o status de ídolos. E assim continuará, nos ultimos tempos com o Neymar e mais outros. Quer um exemplo de uma fraude maior que acreditamos de olhos fechados? Você já ouviu falar que, nós brasucas temos um brasileiro como pai da aviação? Mentirinha que te contaram, filhão, não é bem assim. Santos Dumond, ou o Alberto Santos Dumond fez o que muitos visionários fazia na época, ou seja, tentou recriar uma roda que já estava sendo criada em diversos lugares. A exemplo disso, os irmãos norte americanos Wright já haviam inventado e testado um tipo de avião que possuía controles direcionais que permitiam que le voasse, fizesse curcas enfim, totalmente controlável, enquanto o nosso brasuca, quicava com um patinho com diarreia...

É a brasilidade, #né

E agora, temos que viver o futebol. O melhor esporte dos melhores atletas baladeiros comedores de atrizes que pode haver no planeta ou até mesmo na galáxia. Sim, não há rádio que não noticie, não há televisão que não transmita imagens sobre ou de, não há portal na internet que não fale/escreve/cite isso, aliás, até o www.dlq.com.br está se subvertendo para escrever sobre isso, aliás, um de seus escritores, os demais, acho que não compartilham de minha ideia.

E quando, uma influência exagerada de uma ideia, pessoa ou coisa se sobrepõe a outras contrárias ou não, a isso chamamos de ditadura. Por isso, torna-se conveniente comerçarmos a perceber o quanto estamos dispostos a ficar a mercê desse tipo de situação. Sempre temos que engolir essas verdades: um é melhor, o outro é o melhor, o esporte de todos (todos menos 1, eu), e por ai vai.

Se questione se você quer mesmo isso, pois através do autoquestionamento podemos ampliar nosso pensamento, nossa capacidade de julgamento, nosso rol de argumentos, nossa vida.

Curtir um esporte é uma cosia, parar de trabalhar para ter que assistir o mesmo, é burrice, ainda mais num país com crescimento pífio como o nosso. PIB de merda, reflexo desse povo que muito brada pagar impostos mas que ao menor indício dos muitos feriados que temos, para completamente suas atividades produtivas laborais.

Essa ditadura está aí, vê quem quer, sente quem quer, e contra ela, lutam os poucos idiotas como eu, que um dia sonham ver nesse país uma postura diferente. Sim, isso é impossível, eu sei!

Ainda assim, eu sonharei...


#abraçodoLG
#anodeeleição
#fui

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Véspera da merda... putz, sorryyyyy

Bem, srs. brasileiros e sras. brasileiras. Sim, eu não me considero igual a vocês. Eu sou inferior, muito inferior. Eu sou inclusive incapaz e assim ficarei, perdão, pois jamais em minha vida vou conseguir sequer imaginar curtir uma copa do mundo. Enquanto todos estão animados, enfeitando suas casas, carros e rabos como se fossem patriotas de plantão, ensaiando e cantando o início de seu hino nacional, eu estou desanimado e torcendo para que a França ou a Espanha ganhe, pelo menos para ver a cara dos otários que torcem para o imbecil Neymar e companhia.

Sim, eu sou inferior.

A antes que algum torcedor me ofenda abertamente, esse texto não reflete a opinião dos demais escritores desse blog, expressa apenas e tão somente a minha opinião, Luiz Guilherme Gaertner - e apenas a minha opinião.

As únicas oportunidade em que tive algum interesse por futebol foram naquelas em quem meus filhos estavam jogando por seus times da escola de futebol do São Paulo, treinos esses que foram encerrados após minha separação. Dessa forma, retornando ao estava em que sempre estive, para mim, futebol é apenas o circo de um povo que quer um pão, mas que prefere folgar num jogo da copa do que trabalhar.

Esses dias, assisti a um expert em futebol falar e em sua fala ele explicava que comprar futebol com a política do pão e circo era um erro imbecil pois o futebol deixou de ser esporte de todos para ser um esporte de elite pois o ingresso nos estádios está cada vez mais caro. E aí que me irrita mais pois, o povão que já se fode tanto, ao invés de trabalhar, para tudo para assistir através da globo e seu "especialista em todos os esportes, doutor em medicina desportiva e mecânica de automóveis" galvão bueno.

Hipócritas. Assistem pela tv, brigam por isso, discutem por isso e assim vai.

Tem gente que diz que feliz do brasileiros que pode extravasar no futebol suas frustrações e dificuldades... Sem comentários...

Então, é isso aí, enquanto mais de 200 milhões estão na expectativa, eu estou procurando alternativas para nem pensar nisso... Acho que o Netflix foi ser o mais tesão de todos... certeza que vai...

#né?

#abraçodoLG

segunda-feira, 4 de junho de 2018

Acabou de vez?

Eu realmente não sei. O que posso ter certeza é que a greve dos caminhoneiros demonstrou várias coisas que preocupam muito, aliás, me preocupam muito porém, nossos governantes mais uma vez, estão cagando para isso.

Primeira coisa que me chamou atenção: depois de duas ou três tentativas, dessa vez, toda uma categoria parou. Concordando ou não, todos pararam. Acreditando ou não, não havia caminhões rodando, o que demonstrou a força desse movimento, dessa ação coordenada por eles mesmos. Aí entra o segundo fator, pois foi um movimento organizado e orquestrado pelos caminhoneiros e suas lideranças, e para a tristeza dos partidos de esquerda sindicalistas, não houve sequer a aceitação de sua participação. O papai dos sindicatos, do frio de sua dela na PF deve ter ficado bem tristinho... Morr@...

A terceira coisa que me chamou muito atenção é que, o brasil inteiro se ferrou. Quando eu percebi que haviam vários postos de gasolina sem gasolina, eu pensei "tesão", "tesão pra caralho"... isso para a gente aprender que não devemos depender apenas de um sistema modal. #né?

Para que investir em trens? Aliás, os trens são movidos a diesel e ai, não sei se iria rolar. Mas, quem sabe alguns gasolinadutos pela cidade, alcooldutos... #né²

Eu sei que viajo demais, pareço até um demente as vezes, mas acredito que nessa sociedade em que os carros deixaram de ser apenas um bem de consumo para ser um meio de transporte individual e muito poluente, seria legal ter uma infraestrutura que dependesse menos de caminhões para ser mais autossuficiente no que diz respeito a distribuição, né mesmo?

Porque então não citar a distribuição de alimentos? Essa sim, foi o 4 fato que me chamou ainda mais atenção. Pois, se não fosses os caminhoneiros fracos, essa paralisação ainda estava ocorrendo e o mal que acomete parte da população, atingiria muito mais gente: a fome. E não por falta de condições mas sim por falta de ter o que comprar. Essa galerinha que ama industrializados começaria a minguar, ou comeria algo feito por suas próprias mãos ou morreria de fome, uma olá para Darwin e sua seleção natural... Não seria enfim, tão ruim assim, #né mesmo?

Não sei mesmo se acabou de vez, há boatos que de o movimento pode voltar e ainda com maior força. Sei não, mas torço para que volte e com mais força pois ficou visível que apenas essa categoria já consegui se mobilizar e provocar mudanças, imagine se outras tão importantes quanto a dos professores, médicos e policiais se unirem?

Heim?

Seria tesão né???

Ah, seria...


#abraçodoLG