quarta-feira, 27 de junho de 2018

2 poderes - ou quem sabe 1 apenas

Acho legal pois quando assistimos um desenho animado ou um filme de super heróis, sempre temos uma divisão muito clara de funções. Ou um deles é bom no gelo e o outro no calor, ou então um corre muito o outro é forte pra caramba, um é de ferro o outro é capitão.. Sem há uma divisão de poderes. Sempre.

Aqui no baziu, eu cresci com pessoas tentando me "ensinar"/convencer de que há 3 poderes muito distintos, previstos e autônomos. E, toda vez que alguém aborda esse tipo de assunto comigo, eu tenho ainda mais a certeza que temos sim no baziu alguns poderes, mas ao meu ver, são apenas 2.

Sejam eles:

1 - GOVERNO
2 - RELIGIÃO (e tudo que vem anexo, tipo deus, chésus essas porras todas);

Vejamos, vou argumentar expondo a forma como penso, e de cara já digo, se tu for contra, tu tem todo direito, inclusive de comentar e participar da discussão, mas sua opinião não necessariamente mudará a minha...

Vamos lá. Como me dizem que é: executivo, legislativo e judiciário. OK! Lindo no papel.

O executivo é quem manda nessa merda toda, nisso que alguns hipócritas acreditam ser uma democracia. Se o executivo faz, tudo acontece, se o executivo quer, tudo acontece, se o executivo manda, tudo acontece. É dele que partem boas quantias de dindin para os outros poderes... E é ele quem indica os maiorais do judiciário, quem, precisam passar pelo aval do legislativo. Ou seja, como que isso pode dar certo?

É como um amigo meu indicar um amigo dele, sempre haverá algum vínculo moral ou imoral entre os 3, e isso em algum momento fará a amizade acabar ou ficar abalada.

Ao observar o comportamento dos ministros do STF percebe-se nitidamente mesmo que seja negado por eles, que há sim intervenção de caráter político em suas decisões que sempre tem pesos e medidas diferentes no que diz respeito aos réus e condenados. Se eles forem comuns, ou seja, pessoas que não sejam dos 3 poderes, tudo pode e tudo é. Se eles forem de alguma forma ligados ou ex-ligados a um dos três poderes, nada pode acontecer.

É imbecil pensar que, 3 poderes se fundem em um só, no qual, o poder fica com quem executa tudo. Ele pode pagar para o legislativo fazer o que ele quer, ele pode determinar o judiciário fazer o que ele quer e ele pode, mesmo fora do poder há tempos, moralmente continuar mandando e desmandando.

Difícil acreditar em "democracia" quando os três poderes se fundem em causas tão específicas para proteger uns e são independentes na hora de ferrar a grande maioria. Sim, com seus salários, debaixo de suas togas, ternos, gravatas e imunidades, além de grandes aparatos de segurança, fica fácil foder o povo. Fácil, fácil.

Obrigado ministros por soltarem o Dirceu, ele é sim alguém da maior honestidade... E um bom espécime paranaense, o qual nos dá muito orgulho. Soltem também o Lula, aproveitem que estão por cima e também soltem o casal Nardoni, a Suzane Louise Von Richthofe, e muito outros, afinal de contas, a justiça que manda prender pode muito bem mandar soltar, não é mesmo?

Com um judiciário atuando com bancadas, vai ficar difícil acreditar em qualquer coisa. Antes chamavam a justiça de lenta e cega, hoje é fácil entender que, na verdade, a justiça é muito rápida e partidária, quem faz parte, pode tudo, quem não faz... Foda-se...

Para fechar, sobre o que acredito ser o segundo poder: deus. Não sei nada, sou ateu!

A única coisa que tenho certeza é que "ele" é usado de forma a te dominar e assim, você vive bem... Enfim, cada qual com sua questão, certo?

Conviva com esses dois poderes, eu ficarei só com o primeiro, já me ferro demais com ele....

#abraçodoLG


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!