sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Ultimas postagens

Pois é gente, tem algumas pessoas que mesmo com o passar dos anos, ainda tem uma certa paciência em sentar na frente de um pc, note ou ainda na telinha do celular e ainda, dão aquela lidinha no DLQ. Esse blog nasceu para ser algo diferente e não ser apenas mais um. Quem nos acompanha, nos acompanhou ou até mesmo aqueles que leram apenas um texto meu, do Dudu ou do Gê, sabe que ao escrever a gente tinha uma preocupação maior: ser diferente.

A gente não escreveu mentiras, por mais que nossa opinião fosse diferente entre os 3 que escreviam e até mesmo diferente das opiniões dos nossos leitores.

O tempo passou..

Esse blog nasceu no finalzinho de 2009, início de 2010. E tudo no planeta terra tende a ser parte de um ciclo. Sim, um ciclo sistólico e diastólico, como um coração que bombeia sangue, nossa vida se inicia e um dia termina. Assim são os animais, sejam eles dotados de consciência ou não...

Esse ano, é um ano bastante complicado para mim. Eu amo escrever sobre política. Além de amar escrever, não vou ser boçal ou babaca e assumo que até escrevo bem sobre esse tema, se você gosta ou não, é claro, é uma questão de afinidade, até me preocupa pois já perdi amigos por minas convicções e alguns desses amigos eu queria ter ao meu lado um dia novamente. Ciclos, não é mesmo?

Pois bem eu venho pensando há algum tempo sobre a vida e sobrevida desse blog. Sobre o tempo que passa, sobre as pessoas que vivem, e isso me causa medo. Muito mais medo do que um dia eu já tive da morte. Hoje a morte não me assusta mais. Até me sinto preparado para ela ;-)

Mas o blog, o DLQ, que de diário não tem mais nada e faz muito tempo, há tempos vem sendo abandonado por mim. Não vou citar o Gê pois a vida é feita de ciclos e ele tem os deles. O Dudu, meu nobre parça aqui, amigo pessoal e que foi um grande parça na minha fossa, está em um novo ciclo também, com novos desafios diários, coisa linda de se ver... E claro, era ele quem dava maior graça a esse blog.

Hoje, sim, sexta-feira 10 de agosto, ao chegar no meu ambiente de trabalho, um grande amigo e de forma inevitável como não poderia deixar de ser me questionou se eu havia assistido o debate dos candidatos à presidência da república. Engoli seco, pois adoro esse brother, mas, numa boa, alguém perdeu algum tempo para ver essa palhaçada?

Babaquice?
Idiotices?

Eu não, não perdi e não perderei daqui em diante. Não há nada que possamos fazer. O brasil é uma titica de galinha e nunca seremos algo diferente disso. Não da forma como está.

Resumo: somos 200 e poucos milhões de habitantes, dos quais mais de 100 milhões com direito de votar. Os estados que mais tem eleitores, coincidência ou não, também são os mais pobres das nação, e também os quais mais dependem de outros estados. E nos quais impera a lei do terror em época de eleições. É uma farra de distribuição de (pasmem), dentaduras, consultas médicas, cestas de comida, vale-gasolina entre outras coisas. Isso no mercado em geral se chama compra e venda, na política, aqui no brasil, os hipócritas chamam de democracia.

Demo o que?

Democracia num país de tanta gente miserável que troca um voto por comida? Num país em que a educação leva partidos políticos para dentro das escolas de forma desigual? Num país em que, tanta gente acredita em política votando só em quem paga por isso?

Por favor, isso não é democracia, isso não é assim...

E pior, num país onde o voto eletrônico, de elevado potencial de manipulação é usado como verdade universal, você quer o que?

Então, eu não tenho como escrever mais sobre política, e era isso que eu amava fazer.

Dessa forma, vou deixar os eleitores dos diversos candidatos com suas escolhas, com suas discussões, com tudo que eles mais quiserem. Eu vou "pousar" meu avião em um aeroporto mais calmo, no qual, eu possa viver sem pensar nesse tipo de questão. Numa boa, estou preferindo a paz, a alegria de acordar todo dia e não me preocupar mais com isso.

O DLQ não vai acabar de vez, não vai deixar de existir de uma hora para outra, mas é provável que, aos poucos, eu escreva numa periodicidade ainda menor do que a que estou escrevendo hoje.

Alguns textos, alguns vídeos, algumas informações...

É por aí...

Grande, por favor, receba esse gigante #abraçodoLG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!