segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Ho, ho, hoooo!!! Feliz Natal!!!

Feliz natal e uma próspero empréstimo pessoal com juros extorsivos para você, seus parentes e seu amor! E que assim seja... Muita hipocrisia com uma dose de espumantes com aquele peru natalino lindo, que tem um indicador que funciona apenas no comercial da Sadia mas que, no seu forno, nunca mostra a partezinha vermelha...

Pois é, a vida vai trazendo cada vez mais ensinamentos e eu, para variar, pareço aprender apenas aqueles que não são tão bons para a sociedade. Se pensamos em termos de ética, com toda certeza, eu sou um cara antiético até porque, meio que vou contra o senso comum. E nessa época do ano lembro-me bem, com todos os avisos do Santander, Caixa Econômica Federal e uma empresinha de cobrança do condomínio, o quanto estou devendo. E lembro-me mais ainda que, depois da minha separação, o natal ganhou ainda menos sentido. Uhuuuu quero que o Santa Claus, o Papai Noel ou qualquer nome que tenha apareça em minha casa, de preferencia a hora que eu estiver acordado, tenho contas a acertar com ele.

Papo de nóia a parte, brincadeiras ainda mais a parte também, realmente a vida me ensinou algumas coisas e uma delas é que, dar presentes à alguém, é um ato de no mínimo consideração, que quando feito com algum sentimento, melhor ainda. Para quem um dia amou, sabe bem do que estou falando. Porém, mesmo quando amamos, porque não dar presentes quando bem queremos, estando afim? Porque precisamos de uma data, na qual todos "trocam" presentes?

Sério, isso me importa tanto hoje quanto aquela pulga que tem na grama lá de casa. Ou tanto quanto as badalhocas do cabrito do caboclo. Não tenho qualquer tipo de sensação, boa ou ruim, me tornei inerte a esse sentimento. O natal é 1 dia, e eu passo os outros 364 (365 no ano bisexto) pensando e fazendo o bem aos que me cercam. Eu não roubo, não mato, não sou antiético, logo, prefiro ser isso o ano todo do que apenas no dia 24/25.

Não que hoje eu tenha condições de dar presentes para todos os que gostaria de presentear, até porque há 2 anos e alguns dias eu não sei o que é ter 1 real sobrando, é sempre contadinho para pagar contas, pensão e essas coisas... Mas mesmo que eu tivesse grana, eu daria presente para as pessoas que gosto, quando eu quisesse e provavelmente não seria no dia de natal.

Isso tudo para mim se tornou: besteira, bullshit, teta, Kuhscheiße, tull, saçmalık, срање, مزخرف, connerie, 废话, いやらしい, , głupie gadanie, чушь собачья

Enfim... Mais ou menos por aí, e pra fechar esse texto, mais uma vez, informando que ele não reflete a opinião desse blog e sim, a opinião desse que vos escreve, o LGzinho encardido, até porque não ser?

E, para deixar tudo mais bunitinho, uma fotinho... kkkk


#abraçodoLG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!