quinta-feira, 19 de dezembro de 2019

Aquele do "vivendo uma fase de muito texto..."

Não sei de onde está vindo tanta vontade de escrever. Não sei de onde estou tirando paciência e pauta para escrever os textos. Se um dia lula corrupto e dilma eram pautas, logo eles deram lugar ao senhor vampiro, que também logo deu pauta para que eu tirasse do blog todos os textos antigos por medo do que poderia acontecer. E assim foi.

Hoje, só tento não escrever sobre política, pois, tenho realmente ainda muito medo. Hoje, se você não for lgbt, de esquerda, evangélico ou bolsomínio, você está no caminho errado. E eu não sou nenhuma das alternativas anteriores. Eu sou do tipo que ainda conta piada suja, que não adere ao politicamente correto hipócrita e de esquerda, só se minha mãe... esquece!

Mas hoje, o texto tem uma pegada mais ligada ao fator que me causa mais problemas pessoais: as interações sociais.

Sim, sabe quando você consegue um emprego, logo você vai conhecendo as pessoas e assim sendo, você começa a interagir. Aí, as relações de trabalho acabam se esticando até o happu hour ou o churrasco no findi e essas coisas. Porém, eu LG, não consigo administrar isso. Eu não consigo esse tipo de envolvimento pois, em algum momento, eu vou ficar entre perder uma amizade e cobrar algo relacionado ao campo laboral.

Assim como percebo que, na verdade, até hoje, só fui bem aceito enquanto eu estava de acordo com os padrões sociais dos outros, ou seja, se eu concordo - ok, se eu penso igual - ok, se eu gosto do que eles gostam - ok... Mas, a hora que resolvo expor minha opinião se apenas tento falar sobre algo que eu realmente tenha conhecimento, logo sou afastado do convívio com o grupo.

Sabe aquela ideia do peixe fora d'água?

Sim, sim, esse sou eu. E o que eu faço contra isso? Não convivo! Felizmente, tenho um quarto para dormir que é quentinho, então, tomo minha cerva sozinho, saio sozinho, vou ao cinema sozinho, viajo sozinho, ou seja, evito causar constrangimento para os demais, numa troca bem justa: eles vivem a vida deles e eu, vou levando a minha vida, como a vida quiser me levar. Vai saber até quando ela vai querer, não é mesmo?

E na verdade, percebi que até mesmo em família, eu não consigo agradar e por isso acabo mesmo ficando mais isolado. É foda? Não, acostuma, acostuma até que rápido...

Tenho alguns poucos amigos que por me entenderem me aceitam, quando podemos interagimos, até uma bera de vez em quando tomamos, mas não vamos forçar mais que isso...

Não posso mudar mais meu pensamento e minhas verdade por causa da aceitação de outras pessoas. Não posso mais permitir que me ser seja moldado por outrem, pois, a qualquer deslize meu, essa pessoa vai cair fora da minha vida como aquele cliente de um restaurante que achou um cabelo na batatinha frita.

Engraçado isso, parece que estar sozinho é mais legal do que cercado de gente...Poucos inclusive entendem porque é que eu prefiro ficar isolado do que estar rodeado de pessoas que não me compreendem... Mas é um riso amarelo, bele?

Enfim, nos últimos dias, parece que escrever está sendo mais legal do que foi um dia e olha que eu adora escrever sobre política e economia, mas agora, está mais divertido...

Bora lá!

#segueobaile

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!