quinta-feira, 21 de maio de 2020

Aquele do "Não que eu me importe muito..!"

Nobres leitores... Não que eu me importe muito com a opinião alheia até porque, opinião é como bunda, cada um tem a sua de deve cuidar sempre, afinal, ninguém sai disponibilizando ela a qualquer um. Então porque opinião precisa ser disponibilizada dessa forma?

Não, eu não estou apenas emitindo minha opinião aqui, esse é um blog que se propõe além de dar opiniões, tentar de alguma forma propor um pensamento talvez um pouco fora da caixa cristal transparente à qual os veículos de comunicação costumam tentar e conseguir nos colocar. Sim, você não percebe pois você está justamente nessa caixa, que as vezes é embaçada pela respiração ofegante de um povo desesperado, mas o mesmo povo que não percebe que as respostas mais acertadas não estão na imprensa, na mídia muito menos nas pessoas - jornalistas.

Infelizmente, você não verá o que eu quero dizer, e nem por isso, é demérito seu... Você é apenas uma ferramenta nesse processo todo e continuará sendo por todos os tempos a não ser que você se proponha uma mudança...

E se você acha que é tão difícil se propor essa mudança, eu garanto que pode ser mais fácil e está muito mais presente em suas mãos do que qualquer outra forma de mudar. Sim, sempre que você ouvir, por exemplo que alguma coisa foi dita por alguém, sim, isso é tão simples quanto andar pra trás, certo, ou seja, sempre que tu ouvir uma frase atribuída ao coelhinho do zap-zap, pesquise. É muito simples: você digita a frase ou o termo, e o google vai trazer milhares de links com essa informação. Aí, você deixa a porra da preguiça de lado e faz uma leitura de pelo menos umas 5 indicações...

Garanto, mas garanto com toda certeza que, em pouco mais de que no máximo 15 minutos, você estará preparado para formar um pensamento que não dependa da opinião (bunda) dos outros..

Seja você de direita, direita extra, do centrão, da esquerda ou do lado que você quiser ser, você se sentirá renovado, revigorado, percebendo que na nuvem existem milhares que pensam exatamente como você, mas existem bilhares que não estão cagando pra sua opinião. Mas isso também é libertador. O que seria do amarelo se todos gostassem do azul? E se o azul que você enxerga foi ligeiramente ou grosseiramente diferente do azul que seu vizinho enxerga?

Certa vez li um texto, de um autor para mim desconhecido, e a história era mais ou menos essa que vou colocar em outra cor. As aspas são para demonstrar que esse texto não é meu, mas não sei de quem é:

<---------->

"Certa vez, estavam em casa marido e esposa, recém casados, tomando café na cozinha quando a esposa, olha pra fora e vê a vizinha colocando no varal alguns lençóis. 

E ao observar a cena, ela comenta com o marido: nossa, que vizinha sem capricho. Olha lá, os lençóis todos manchados... Que vergonha, se fosse eu, jamais deixaria um lençol assim...

O marido olha, ouve, mas não diz nada.

E assim, foram passando os dias, os meses...

E sempre assim: olha lá, como ela pode deixar os lençóis e as roupas todas tão manchadas?

E o tempo foi passando...

Um dia, ela levantou preparou o café, mas algo estava diferente. Olhou uma, duas, três, quatro e cinco vez.. O marido, que só observava, questionou ela se haveria algo lhe incomodando...

Ela respondeu que sim, que como poderia a vizinha ter aprendido a lavar os lençóis de uma hora pra outra, se eles sempre estavam sujos, manchados?

Aí o marido, num ato de extremo perigo respondeu:

- Amor, ontem eu limpei os vidros!!!"

<---------->

Limpe os vidros do seu conhecimento. Não permita que sujeirinhas ou manchinhas em sua vidraça atrapalhem sua capacidade de julgamento.

E principalmente, antes de julgar ou emitir uma opinião sobre outrem, por favor, olha pro seu umbigo, ele pode estar precisando mais de atenção do que as outras pessoas.

E se ainda assim você quiser emitir sua opinião sobre alguém, pelo menos escolha um dos boletos da pessoa, pague e aí sim, terá certo direito.

#segue_vida
#quarentena
#covid_19

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!