sábado, 27 de junho de 2020

Aquele do "Cores e mais cores"

Se alguma coisa me chama muito a atenção do comportamento do brasileiro é justamente a facilidade em ser relativamente simplista e pouco preocupado com os detalhes, mas em contra partida, usar sua preguiça para formar opiniões contundentes sobre o que sequer podem imaginar em saber.

Parece difícil? Bom, de maneira muito leviana, pergunte para um pombo exadrista ou para um bolso-colostomia-narista de onde vem o conceito de direita e esquerda e submeta-se ao que será o maior circo dos horrores, muito pior talvez que uma visita com um beijinho da mulher barbada em seus lábios. Aliás, perdão, mulher barbada, não devo ser sexista, não é mesmo? Afinal, não é porque você é mulher, que não podes ter barba!

Mulheres, barbas e outros detalhes de lado, vamos ao que interessa.

Anote esse número, hoje, dia 27/6/2020: 10 milhões. 10 milhões. Sim, 10 milhões!

Esse é o número de desempregados já acumulados desde que começou a pandemia da Covid-19 aqui no Brasil. O jornalismo marrom de uma rede de televisão do paraná com um dígito só no canal, chegou a informar que o número de desempregado é igual a população do paraná, ou seja, além de jornalistas eles são especialistas em senso, numerologia e comparação. Eu sou jornalista e até por isso critico os meus "parças", bando de burros!!!

Mas a discussão não é essa. 10 milhões!!!

Esse número vai só aumentar, não há o que faça!

Porém, e sempre há um porém, temos um grupo de pessoas que, assim como aquela música do antigo grupo de Forró Fala Mansa, está em casa e cantando: Rá, rá, rá, mas eu to rindo à toa...

Sim, meus leitores, são os selecionados pertencentes ao um grupo restrito de puxa-sacos, estudiosos e protegidos funcionários públicos. Sim, nobres, estes estão rindo a toa. Enquanto milhares estão perdendo seus empregos porque as empresas não aguentam mais ou estão quebrando ou ainda e tudo na mesma linha estão indo pro beleléu, esse grupo além de estar rindo a toa, segundo informações que me chegaram, ainda tiverem o direito ao aumento garantido.

O mundo inteiro indo pro buraco mas os funcionários públicos poderão ter aumento.

É isso aí, palmas para todos.

Todos os do executivo e legislativo que, por seu poder hierárquico mais uma vez vão entrar com seus cacetes enquanto os demais, entrarão com seus tobas. Vai ser assim, eles carcam e a gente sorri. Enquanto todos querem pelo menos poder trabalhar, essa nata da sociedade está "trabalhando" em casa, ganhando salários integrais, com benefícios e garanto, com ajuda de custo para homeoffice, enfim, é isso... Nata da sociedade. Inveja? Sim, eu tenho inveja, com certeza estaria coçando meu saco em casa, ganhando nas costas dos outros e vivendo minha feliz. Se duvidasse, nem máscaras usaria, afina, quem disse que vírus pega em funcionários públicos?

Não há o que faça, eles sempre serão a nata da sociedade brasileira, acima deles, apenas os empresários que com muito trabalho, esforço, noites mal dormidas, pagam seus altíssimos impostos e banco essa farra nojenta que é esse grupo da nota da sociedade. Enquanto isso, bom, enquanto isso, bolso-colostomia-naro brinca de ser o menino mal e proteger seus muitos meninos maus. Eu quero muito ver o dia que gente babaca for obrigada a fazer vasectomia, para não deixar mais babacas pelo mundo. E, muito antes que algum hipócrita venha me perguntar, sim, eu deixei dois herdeiros, que pelo visto são bem menos babacas que o pai, e claro, depois disso, eu mesmo fiz minha vasectomia, para não deixar mais herdeiros. Preferi assim, e hoje, observando exemplos de mórmons e o bolso-colostomia-naro, percebo que fiz o mais certo.

Bom, desejo muita saúde aos funcionários públicos, afinal, do jeito que estamos caminhando, eu até passarei fome antes, mas em contra partida, depois, teremos que dar as mãos e catar os restos que dividiremos com os outros animais!!! Seja você funcionário público ou não!!!

É isso...

#abraço

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!