quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

Aquele do ou da "Retrospectiva 2020"

 Sim, hoje é 31 de dezembro de 2020. Não importa a hora que estou escrevendo mas importa o que estou escrevendo. Fazem 2020 anos que começamos a contar o tempo através desse calendário. Já comemoramos o nascimento daquele tal de cristo, que muito acreditam ser o filho de deus, mas que ao mesmo tempo é nosso irmão e a coisa bagunçou. Enfim, vamos lá!

O ano até que começou bem, mas em questão de 3 meses, desandou a maionese. Sim, tivemos a chegada da Covid-19 no Brasil, e com ela, aquele circo dos horrores, os quais vou relatar do meu ponto de vista e se ele não for igual o seu, perdoe-me mas não preciso necessariamente concordar com você.

A primeira bizarrice a qual vou relatar é que, da noite para o dia o braziuuuuuu parou. Tudo fechou, ficamos quase 1 mês em casa. Houve uma corrida atrás de álcool em gel (alguém ficou muito rico com isso), máscaras, luvas (mais alguém ficou muito rico), auxílio emergencial do governos e os golpes inerentes ao povo brasileiro, sim, sempre é assim. Eu mesmo conheço dono de estabelecimento comercial que conseguiu esse auxílio.

Covid-19 e caos instalado, surge no brasil algo inédito e mais nefasto que q própria Covid-19: o consórcio de comunicação para a Covid-19, no qual se unem os maiores e mais mentirosos veículos de comunicação, nos quais trabalham profissionais que tem a capacidade de dizer que um vírus tem vida. Ou seja, dá para perceber o nível de inteligência e capacidade cognitiva de um ser que diz que um vírus tem vida. Hahaha ele não tem a capacidade de saber a diferença entre vírus e bactéria. Vergonha de ter um diploma dessa categoria!

Essa mesma mídia golpista que ajudou a prender lula, derrubar dilma agora quer derrubar bolsonaro. E que consigam mesmo.

Muitos, mas muitos empregos mesmo foram cancelados. Fomos obrigados a trabalhar em casa, estudar em casa, alguns a namorar por vídeo e assim foi. Novos tempos, aliás, isso um dia aconteceria de qualquer forma, só adiantamos um tempo. Aliás, me pergunto se sempre fomos tão sociais quando achamos que éramos. Just think!

O ministro da saúde, talvez o maior e melhor até hoje, caiu por discordar do chefe. Ou seja, burro ele. Depois que a primeira onda se foi, achamos que tudo poderia ser um pouco melhor, mais aí descobrimos que o brasileiro além de burro é hipócrita e que logo na primeira melhora, achou que a vida tinha voltado ao normal. Concluindo, chegamos final de 2020 com quase 200 mil mortos pela Covid-19, com o consórcio Covid-19 tornando a vida das pessoas cada vez mais difícil com suas informações erradas e por aí vai.

Igrejas perderam seu faturamento mas alguns estados como São Paulo, consideram igrejas mais importantes que escolas. Empresas micro e pequenas fecharam, médias e grande aproveitaram para fazer uma limpa e demitir a rodo, muito grandes, enfim, proporcionaram aquele home office para os funcionários. No final das contas, quem realmente ganhou no braziuuuuuu mais uma vez foram os funcionários públicos, que presencialmente quase nunca marcam ponto, ganham bem e tem cargas de trabalho bem inferiores à iniciativa privada, esses, ahhhh esses foram os primeiros a irem "trabalhar" em casa, e isso, é uma piada que não vou contar.

Mas nem só de coisa ruim foi o 2020, agora em dezembro felizmente o maior e mais moderno avião da da séria Boing 737 ou Baby Boing, o 737 Max voltou a voar depois de meses em grounding e com esse retorno, mostra-se que quando se sabe fazer algo, se faz bem feito. Estou louco para voar nesse big baby boing e poder presenciar seus motores mais silenciosos, e toda a tecnologia a nosso favor!

Então, é isso, 2020 se resumiu a isso: Covid, brasileiros de esquerda isolacionistas vs de direita cagadores, desemprego e governo que não exerga, prefeitos que ganham e mal ganham aumentam salários, acabam com vale transpobre grátis, essas coisas. 

Somos ou não somos um país de bizzarices?

Somos sim!!!

#2021

#vaiserigual

#sem_esperanças

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!