quarta-feira, 6 de janeiro de 2021

Aquele do "Não, repito, não adote um PET...Por favor, não adote!"

 É sério, leitores. Eu preciso pedir isso a todos aqueles que, por algum motivo não tem a certeza de que isso é o que quer fazer. Ou seja, pensa 3 vezes antes de adotar, se nas três vezes a resposta for sim, aí tudo bem, adota e seja feliz com seu PET. Seja ele um gato, um cachorro, um rato, um passarinho... até porco já tem, não é mesmo? Mas, de 3 repetições, você responder não a uma delas, então, 66% você quer um PET e se responder não a 2 delas, apenas 33% de certeza você terá!

Porque eu estou te pedindo isso?

Ora, nobres, meu pedido é tão nobre quanto sua decisão pode ser de não adotar um PET. Vamos começar abordando de uma ótica apenas minha e repito, muito apenas minha. Pois, desde que sou criança, sei dos problemas que se tornam de tempos em tempos os animais abandonados. Sim, eles são criados por um tempo por uma família feliz, tipo aquelas das propagandas de margarina, mas todo PET cresce e todo PET cria seus próprios movimentos instintivos. O dog da minha mãe, por exemplo, é um querido, mas ele faz xixi pela casa toda. Onde ele para ele deixa uma poça de mijo.

Mas voltando ao enredo, então, o PET chega na casa e é só alegrias, ele obedece ao dono, come, você leva ele para passear, fazer pipi e coco, essas coisas. Ele se acostuma no lugar e inclusive responde ao nome que você começa a chamar ele, não por inteligência, mas por instinto. Lembre-se que, naturalmente, ele foi programado para viver na natureza, quando muito, em bandos. Não podemos tapar esse sol com uma peneira furada, afinal de contas, domesticar um animal significa retirá-lo de seu habitat natural (mesmo ele não tendo consciência e muito menos ter pedido isso) e levar ele para conviver com uma outra espécie - você.

Nesse processo, hoje muito menos problemático, pois já nascem em canis e criadores, eles se adaptam muito bem à ração prontinha com cheirinho de peixe, frango ou boi. Aliás, após comerem ração começaram a sofrer de doenças modernas PET, mas isso fica para um outro dia.

Então, hoje vi uma matéria de um jornal que tinha o vídeo de um motorista ou Tutor que abandonou o cachorrinho. Ah, eu até sinto pena, mas no brasil se nem goleiro assassino fica muito tempo preso ou então, mata-se o pai e mãe e sai nos natais, como então punir alguém que deveria ter feito essa pergunta 3 vezes e após 3 respostas decidisse?

Ter PET é lindo, fofo, mas custa uma puta grana, de veterinário, Petshop, alguns com banho e tosa, ração especial não sei do que...,Ahhhhh

Não adote, a não ser que tenha realmente saco para isso.

Eu não tenho mais!

#abraçoLG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!