segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

Aquele do "Todo (sic) mundo queria, mas ninguém vai dizer obrigado..."

 Eu vou começar esse texto dizendo que, sim, a grande maioria, pelo menos da boca para fora queria mas ninguém, daqueles hipócritas de sempre, vai dizer obrigado ou sequer, um "valeu!"

Sim, sim, ninguém vai dizer. 

Vou relatar dois acontecimentos específicos que me chamam atenção. Vamos ao primeiro.

1º - O maior canal de televisão do Brasil nos últimos muitos anos, vinha sendo criticado, rechaçado, coisas assim. Era "*****" lixo para cá, "*****" lixo para lá, desligue a "*****", enfim, coisas assim. Quem nunca disse algo a esse respeito? Pior, esse canal sempre foi tudo isso porque alguém assista, não é mesmo? Mas ok, era. E não mais distante, ele opera quase que no Brasil inteiro na melhor faixa de frequência de transmissão, ou seja, na maior parte do Brasil o número do canal é basicamente o mesmo. E isso sempre foi de grande interesse do governos até porque esse mesmo canal sempre foi muito parceiro dos governos. E desses governos, recebia muitos dinheiros, de forma legal - ninguém discute isso. São verbas governamentais para a divulgação de ações, comerciais informativos entre outras coisas.

30 segundos nesse canal custavam muitos dinheiros. Muitos. Haja vistas que grandes marcas anunciam... Não é coisa para peixinhos é para tubarões.

Fato é que, por discordâncias múltiplas, o governo atual e o canal em questão, não se dão muito bem. E uma das formas de coação do governo é justamente cortar as verbas publicitárias. E assim aparentemente tem sido. E é visível que a grana acabou, a teta secou e sabe-se lá o que vai ser. Muitos "jornalistas", artistas e profissionais estão desempregados. Tadinhos! Muitos outros programas, eventos e demais produtos estão na geladeira ou então, foram cancelados. 

Ou seja, "*****" finalmente perdeu seu poder. E, cadê os hipócritas para dizer, hello, conseguimos?

Bom, sem mais para o momento, sabe... Afinal de contas, não há o que faça, pois quem conseguiu o que ninguém quis fazer até hoje, é o mais odiado de todos os tempos. Ele fez, mas não vai ser reconhecido por fazer. Ele teve uma coragem que nem o barba teve (isso que o "*****" tentou por vezes destruir o barba) mas, enfim...

2º - Ainda nessa temática do fez mas não será reconhecido, durante o governo atual, foi sancionada uma lei na qual maus tratos aos animais tornou-se um crime. Sim, hoje, qualquer tipo de tratamento para um animal que não seja digno, vai te colocar na cadeia ou te causar problemas bastantes sérios. E não vi nenhum ativista animal agradecendo. Nenhum outro governo anterior teve a coragem e o peito de fazer isso, o atual teve e ninguém disse obrigado. Claro que os pets não vão agradecer, eles não sabem falar muito menos sabem pensar de forma organizada como nós humanos conseguimos... E mesmo se soubessem talvez eles ficassem latindo a respeito da facada que não deu certo ao invés de agradecer.

Então, quando alguém me fala de inversão de valores, com toda certeza, consigo perceber isso, mas a inversão de valores está muito mais além da capacidade humana de conseguir explicar/entender, desejamos que alguém morra simplesmente por fazer o que outros não tiveram a coragem de fazer. Estamos lamentando a não morte de alguém que, por sua condição, desbancou os anteriores que não tiveram a vontade e a competência de fazer o que ninguém antes na história desse país teve a coragem de fazer. 

A lista vai além mas eu não vou tratar sobre ela ainda, estou buscando conhecimentos, mas posso adiantar que para o comércio exterior - exportações por exemplo - muitos avanças já foram feitos e ninguém disse um sequer - valeu!

Só sabem falar de cloroquina, facada e volta barba!

Triste fim de uma nação de bitolados!

#abraçodoLG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!