terça-feira, 13 de abril de 2021

Aquele do "Tudo enfim, um dia acaba...!

 Sim, senhores e senhoras leitores e leitoras. Para mim, a primeira coisa que posso dizer que acabou até porque nunca existiu é o tal "não binário". Aqui, nesse blog, a depender de mim, você nunca mais verá escrito qualquer palavra com o "x" no lugar errado. Ou seja, o que você lerá: senhorxs... Nunca mais será escrito por mim!

Acho realmente muito perigoso quando, pelo motivo que for, um grupo social se acha no direito de dominar outros, seja pelo argumento ou pelo burrão (como diria o Mestre Gabriel O Pensador), ou seja, pegam um tema e fazem com que todos os outros seres vivos se sintam tão menores quanto eles se sentem, seja pelo motivo que for. 

Mas, um dia tudo isso vai acabar. Sim, iniciamos a nossa destruição enquanto sociedade. O Covid-19 foi apenas um fraco alerta de que somos gente demais, numa terra pouco preparada para tanta evolução. Sim, todos achamos lindo termos celulares, redes wifi, 8g, 10g, cacildis, onde esses g vão parar? Recebi de uma pessoa especial um vídeo feito em 1974 no qual, falava-se que um dia os computadores estariam presentes em nossas mesas, daí o nome Desktop, mas eles levaram 20 anos apenas, ou menos. O meu primeiro PC-Desktop foi me dado por meu Lord Pai o qual usou suas suadas economias em Dólar para comprar de um picareta que entregou algo com defeito e sumiu do aparthotel onde estava. Bom, graças a isso me tornei um nerdzinho que arruma computadores por uns trocados hoje. 

Porém, um dia tudo vai acabar. Tudo! Eu, você, seu dinheiro, seu carro, a natureza é implacável. "Não há o que faça", parafraseando meu filho mais velho, LH(17), que usava essa frase em tantos contextos que hoje, uso em muitos os quais nem sei se são válidos ou não...

A Covid-19 vai acabar também. Vai demorar mas vai.

Porém, o texto de hoje é muito mais para mostrar o quanto a preocupação das pessoas, sim, daquelas que não fazem parte dos mais de 350k que já morreram, e que, ao menor sinal de melhora e claro, com o apoio mais do que ineficás e mais do que ineficiente das autoridades, seja em que âmbito for, são extremamente incompetentes. Digo isso pois, agora morando no centro, deu para perceber que tanto faz que tenham morrido mais de 350k, a vida voltou ao normal tão rápido quanto uma diarréia. Ou seja, mal da tempo de se preparar e tudo está OK!

Ciclistas em seus passeios, pais e filhos disfilando pela cidade, o trânsito em 2 ou 3 dias já voltou ao estágio quase caótico e por assim vai, afinal de contas, não existe mesmo como segurar esse povo. Que venham mais 350k!

Ao menor sinal de melhora, povo sai mesmo. Vida normal, vida que segue, vida que vai...

Eu nunca fui a favor do isolacionismo, até porque, não há provas científicas que ele seja efetivamente, efetivo, mas ok, ajudou. Ajudou enquanto estava em vigor e agora que não está mais? Máscaras, álcool em gel, o que mais?

Tudo está, como diria o grande capitão do navio, de vento em popa. Para quem não sabe, popa é a parte de trás de uma embarcação. Sim, chamamos de proa a parte da frente, popa a parte de trás, bombordo a parte direita e estibordo ou boreste a parte esquerda. Sim, eu tenho além de RG, CPF, CNH, Carteirinha de vacinação e atestado limpo de antecedentes criminais, um documento que me habilita navegar embarcações em Baias e até mesmo até um limite da costa, mas não em mar aberto. Chama-se Arrais Amador.

Bom, se era para escrever, escrevi. Se era para passar o tempo, passou. Se era para dizer que um dia tudo vai dar certo, sim, um dia tudo irá dar certo, é só esperar.

Vamo que vamo!!! Braziuuuuu

#abraçodoLG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!