terça-feira, 7 de dezembro de 2021

Vamos de? --> FAKENEWS, vamos de fakenews

 Olá, senhores leitores. Hoje nós vamos de fakenews, sabe como é, vamos de mentiras transvestidas de verdades convenientes. Ou seja, um texto carregado de hipocrisias que apenas os ptistas mais sábios Marxistas entenderão. Lembre-se que o todo esse texto é apenas uma fakenews, e nada tem de verdade.

Para começar, vamos ao fato que o valor do dólar, frente ao real, está cada vez mais estável. Isso não quer dizer que baixou e sim que está estável, ou seja flutuando pouco. Uma pena que isso importe tão pouco, não é mesmo. E junto a isso, houve uma forte retração do preço do petróleo nas cotações internacionais, mais isso importa ainda menos, afinal de contas, para todo bom "esquerdinha", notícias boas são apenas mentiras, ou seja, as fakenews as quais, esse texto está repleto.

Mas não para por ai: enquanto o brasil abriu e liberou tudo, o mundo está em alerta. Enquanto discutimos quais estados/cidades irão liberar o carnaval, países pouco desenvolvidos como Itália, Alemanha e Japão estão voltando com as restrições. Estádios cheios, igrejas repletas e logo logo carnaval, sem contar nas grandes baladas lotadas e o mundo com medo de um vírus.

Como comentei, esse texto é muito carregado de fakenews, como por exemplo o fato de que, em plena recessão técnica, ou seja, estamos em alerta para isso, o governo do estado do paraná resolve aumentar o salário, em véspera de ano eleitoral, dos professores, que chegaram ao valor de 5.500,00 R$ de piso salarial, ou seja, vão ganhar bem pra caralho considerando o padrão médio dos brasileiros. Então, fakenews ou não, agora não dá pra dizer que o brasil não investe em educação, pois, pelo menos no paraná, os professores serão tão bem remunerados que duvido que algum professor ainda queira trabalhar na rede privada, sendo a rede estadual, a que mais paga, né mesmo?

E para fechar, vamos para mais uma fakenews, essa a mais absurda de todas: a gasolina está na segunda semana sem aumento e os postos começam a "brigar". Se antes tínhamos gasolina sendo vendida por 6,599 hoje já é possível encontrá-la por 6,059 ou até menos. Petezada deve estar louca de raiva pois diziam que tudo estava perdido, mas esqueceram de combinar com os russos, como citava o bom e falecido Boechat.

Enfim, se você leu esse texto até aqui, deve estar enjoado já de tanta fakenews. É muita mentiva por linha quadrada de texto, não é? Pena que ainda temos a tal liberdade de expressão no brasil, se assim não fosse, eu já estaria tentando apaguar esse texto. Mas, por hora é isso!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!