quarta-feira, 15 de dezembro de 2021

Vamos de? --> Orçamento anual...

Eu não sei quantos dos leitores desse blog fazem orçamento anual. Eu não faço, por um simples motivo: não tenho renda atualmente e assim, a única conta que faço é de quais boletos vou atrasar no mês e quais vou tentar pagar. Mas a prefeitura tem dinheiro a rodo e para usar esse din-din ela precisa administrar de forma coesa, planejada, bem pensado. Sim, é desse dinheiro que o básico que o governo deve nos prover - segurança, saúde e educação é conseguido.

Então, está rolando uma votação na Câmara Municipal de Curitiba, composta democraticamente por vários comentaristas esportivos, alguns defensores dos animais - irracionais, claro, não dos animais humanos, e sei lá mais o que, ou seja, uma galera democraticamente eleita e tal.

Veja como é justa uma parte de orçamento, que me chamou muita atenção:

Total: R$ 9,046 bilhões 
--> Previdência (R$ 2,23 bi) = 24,65%
--> Saúde (R$ 2,15 bi) = 23,43%
-->Educação (R$ 1,7 bi) = 18,79%

Véi, na boa, tem algo errado e que precisa ser mudado. Não dá para imaginar que, 24,65% do meu imposto vai para pagar aposentadoria de uma casta da sociedade, selecionada enquanto apenas 18,79% vai para pagar uma educação a qual nem mesmo meus dois filhos utilizaram. Não é possível acreditar que se gasta mais para pagar aposentados do que se gasta com a saúde. E olha que um programa alimentar mais elaborado exigiria muito menos dinheiro. 

É papo sério, gastamos praticamente 1/4 do que se arrecada apenas para pagar aposentados? Então, basicamente, eu que hoje sou autônomo e começarei a pagar trabalharei 3 meses do ano para pagar aposentados e pensionistas? Ok, eles trabalharam, tem que receber, mas será que na era dos aplicativos para celular, na era pós reforma da previdência com os contratos PJ comento solto ainda temos que ter concursados com salários astronômicos e vereadores ganhando rios de dinheiro para isso? E sem contar as mordomias que nunca aparecem de forma clara nesses textos, né?

Eu fiquei curioso e com medo de procurar o orçamento do governo do estado que em ano de eleição já prometeu até aumento gordinho para professores - máquina de ganhar voto, né...

Enfim, acho que me revoltei mas, talvez o grande lance seja realmente esquecer isso, estudar como um camelo e conseguir enfim a minha vaguinha num cargo desses... talvez seja isso que deva ser feito.

E alguém ainda vem me falar em desigualdade social? Quer desigualdade maior que um funcionário público ter estabilidade de emprego, bons salários, regalias mil e ainda custar quase 25% do orçamento do município? Para quantos isso?

Sério, veja os números, por favor:

População estimada de Curitiba em 2021: 1.963.726 pessoas

Número de funcionários públicos (estimativa): 121.295

Ou seja, aproximadamente 6,176% da população tem regalias que as demais, 93,824% pagam... Justo, muito justo...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!