terça-feira, 21 de dezembro de 2021

Vamos de? --> Precisamos mesmo ir?

 Me diga uma coisa, mas seja sincero de verdade: para que você precisa de tanto? Para que você ter uma vida tão intensa? 

Não que isso realmente seja da minha conta mas tenho que perguntar para compreender se sou uma bolacha fora do pacote ou se estou num caminho mais ou menos certo. Eu ainda não entendi porque preciso correr tanto, porque preciso estar tão conectado, com aplicativos mil tocando a qualquer hora, como se estar vivo 24 horas por dia já não fosse o suficiente. Não sei, parece que está sendo meio demais para fazer as coisas.

Whatsapp, Facebook, Instagram - para citar alguns, a cada instante me alertam de que há vida do lado de fora do meu mundinho, cobrando e exigindo uma resposta ou alguma informação. É uma foto nova de alguém ou uma mensagem de um cliente, ou seja, sempre há algo tocando na barrinha de notificação.

Quando isso tudo surgiu, lembro-me bem, eu usava o mIRC e depois um outro mensageiro lindo, cujo meu número lembro até hoje, era 4692619, o famoso ICQ, depois veio o MSN da microsoft que até acho que tinha outro nome e depois outro, enfim, não sei ao certo os nomes. Era uma fase legal, a gente usava eles para se divertir e não como uma "obrigação" ter. 

Junto com isso, aprendemos algumas frase preocupantes como por exemplo aquele em que a pessoa afirma que seu dia deveria ter 30 horas, ou que o dia é curto demais e assim por diante e eu me pergunto, onde vamos parar com tudo isso?

Qual é o limite?

Estamos vivendo no limite já? No limite de nossa natureza, no limite do que aguenta ou não o corpo humano?

Fica a reflexão, eu, aos poucos, estou tentando desenhar algo diferente do que tenho até então, mas ainda não encontrei uma resposta a altura.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafe!